Make your own free website on Tripod.com

PECADOS VOLUNTÁRIOS E CONHECIDOS!!!

VOU PECAR MAIS UM POUCO,  POIS DEUS VAI ME PERDOAR MESMO!  -  SERÁ ISTO VERDADE???

  

INTRODUÇÃO:

Tenho um amigo, que sempre ao se falar da mensagem do Eterno para Ele, se desculpa dizendo que ainda está novo (Já está com beirando os 40), e que, vai pecar por mais alguns anos, e depois vai procurar saber de Deus.

Por se tratar de pessoa querida, fica no coração aquela tristeza, em nem mesmo deixar que sejamos ouvidos, e de se escutar da palavra do Eterno. Mas será que este pensamento de que “deixar para depois” e de que “Deus é amor, Ele perdoa mesmo” estão condizentes com a palavra de Deus?

Que o Eterno possa tocar na mente de meu amigo e de todos nossos queridos que insistem em viver em desarmonia com os reclames divinos. 

Vamos então verificar sobre este tema e outros pontos sobre este tipo de raciocínio.

 

O TEMPO DA IGNORANCIA

Mas Deus, não levando em conta os tempos da ignorância, manda agora que todos os homens em todo lugar se arrependam; porquanto determinou um dia em que com justiça há de julgar o mundo, por meio do varão que para isso ordenou; e disso tem dado certeza a todos, ressuscitando-o dentre os mortos.” (Atos 17:30-31).

A palavra do Eterno é fiel. Ela Diz: Deus não leva em conta o tempo de ignorância. Mas, manda agora ‘que todos os homens (e mulheres) em todo lugar se arrependam”.

Ignorância é desconhecer. Arrepender é se entristecer e abandonar o que se fazia antes.  Deus realmente não leva em conta o tempo em que desconhecíamos sua palavra, mas, à partir do momento em que recebemos luz, o Eterno nos cobrará pela luz recebida e pelo que fizemos com esta luz.

E não entristeçais o espírito santo de Deus, no qual fostes selados para o dia da redenção.” (Efesios 04:30).   Não devemos entristecer o espírito de Cristo, retornando a praticar o que antes desconhecíamos ser doloso.

O pecado por ignorância é pecado, mesmo sendo por ignorância, por desconhecimento dos requisitos divinos. Exige sacrifícios (Levitico 04:02). Pecados involuntários requer sacrifícios, são pecados. Uma vida de pecado é a vida do que não nasceu outra vez, não nasceu do espírito de Cristo. Devemos deixar que a mente de Cristo possa habitar em nossa mente e assim não cometeremos pecados involuntários, e muito menos voluntários.

 

A VIDA DO CRENTE QUE ACEITOU JESUS

“Aquele que diz: Eu o conheço, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade; mas qualquer que guarda a sua palavra, nele realmente se tem aperfeiçoado o amor de Deus. E nisto sabemos que estamos nele;  aquele que diz estar nele, também deve andar como ele andou”. (I João 02:04-06).

Quando aceitamos a Jesus, deixamos de lado nossa VELHA vida de pecado. 

E despojai-vos, quanto ao procedimento anterior, do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano; a vos renovar no espírito da vossa mente; e a vos revestir do novo homem, que segundo Deus foi criado em verdadeira justiça e santidade.” (Efésios 04:22-24).

A vida do crente que aceito o Senhor Jesus, como Senhor de Sua vida, é o oposto da vida dos que não o aceitaram.

Portanto digo isto, e testifico no Senhor, para que não mais andeis como andam os gentios, na verdade da sua mente, entenebrecidos no entendimento, separados da vida de Deus pela ignorância que há neles, pela dureza do seu coração; os quais, tendo-se tornado insensíveis, entregaram-se à lascívia para cometerem com avidez toda sorte de impureza. Mas vós não aprendestes assim a Cristo”. (Efésios 04:17-20).

Na escola de Cristo, aprendemos dEle. Não aprendemos a viver assim. “aquele que diz estar nele, também deve andar como ele andou”. (I João 02:06)

 

 

FILHOS DE DEUS OU DO DIABO?

Vós tendes por pai o Diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai; ele é homicida desde o princípio, e nunca se firmou na verdade, porque nele não há verdade; quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio; porque é mentiroso, e pai da mentira”. (João 08:44).

Há duas opções de filiação no aspecto espiritual. OU somos filhos do Eterno, OU somos filhos de Satanás.

Os que não se converteram (ou que abandonaram a fé no Cordeiro), são filhos de Satanás, mas podem se converter e ter por pai o Eterno. Temos na palavra de Deus exemplos de pessoas – escritos para nosso exemplo e advertência -  que viveram em pecado, mesmo tendo todas oportunidades, algumas o abandonaram, outras não.

Enquanto temos luz, devemos crer na luz e seguir a luz, para sermos filhos de Deus (João 12:36).

 

EXEMPLO DE INCONVERSO QUE NÃO SE CONVERTEU

Como exemplo de pessoa, que eram inconversa e que não se converteu,  temos o exemplo do Rei Herodes, que fora advertido por João Batista à respeito de seu pecado de adultério com a mulher de seu irmão (Mateus 14:01-04), e que, ao invés de se arrepender, partiu para cometer novos pecados, adicionando ao de adultério o assassinato de um homem justo (Mateus 14:10).

No final, Herodes não retornou e cometeu o pecado contra a natureza de Deus, blasfemando, se portando como se fosse Deus, pecao imperdoável, e foi ferido pelo anjo do Senhor e recebeu o castigo por suas atitudes (Atos 12:21-23).

Herodes poderia ter se convertido, mas, deixando de ouvir à palavra de Deus e de seus emissários, os discípulos de Cristo, Herodes foi se distanciando cada vez mais, até o ponto em que não tinha retorno, declarando-se Senhor Absoluto de sua vida. O fim de Herodes foi trágico, pois não tinha mais tempo e nem como se arrepender. O espírito de Cristo fora removido de sua vida e já não havia mais espaço para conversão daquele que a exemplo de Lúcifer, decidira ser seu próprio deus. Herodes querendo ser sua luz, pereceu nas trevas.

 

EXEMPLO DE INCONVERSO QUE SE CONVERTEU

Como exemplos de pessoa, que era inconversa e que se converteu, temos o exemplo de Saulo de Tarso.

Saulo, mais tarde Paulo, julgava em sua própria mente conhecer o Eterno.  Pelo zelo do Eterno, Paulo cumpria a profecia de Cristo em João 16:01-03. Paulo não conhecia nem o Eterno nem seu Filho.

Estupenda foi a experiência de Paulo, que, após conhecer a Cristo, dedicou sua vida para pregar e para avisar outros sobre o reino de Deus.

Paulo se deixou ser um instrumento de Deus, e, convertido, já não mais se importava nem pelo próprio conforto para que outros tivessem conforto.

O dinheiro dos sacerdotes já não mais importava para Paulo, e pregando, passando por vezes necessidades fisiológicas, Paulo, convertido a Cristo, agora era forte na fé. (II Cor 12:10).

 

EXEMPLO DE CONVERSO QUE SE DESCONVERTEU

O oposto também pode ocorrer, agora veremos um exemplo bíblico de alguém que era convertido ao Senhor e se ‘desconverteu’.

Quando eles iam chegando ao outeiro, eis que um grupo de profetas lhes saiu ao encontro; e o Espírito de Deus se apoderou de Saul, e ele profetizou no meio deles.”  (I Samuel 10:10).

Saul era um homem convertido a Deus. Saul era um exemplo para seus pares. Exemplo em beleza (I Samuel 09:02), e de fé, profeta do Eterno (I Samuel 10:06,07,09-11).

Mas, Saul, o que antes fora ‘profeta’ do Eterno,  se desviou do caminho, e trilhou a mesma vereda de Herodes, se colocando acima do Eterno e querendo que o Eterno lhe fosse submisso.

O fim de Saul, conhecemos, pois se desviara da vereda da justiça, do caminho que é Cristo.

Saul fez o caminho contrário ao que devemos fazer. Seu estado último foi muito pior que o primeiro, como diz as escrituras. 

Porquanto se, depois de terem escapado das corrupções do mundo pelo pleno conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo, ficam de novo envolvidos nelas e vencidos, tornou-se-lhes o último estado pior que o primeiro.” (II Pedro 02:20)

 

EXEMPLO DE CONVERSO QUE QUANDO CAIA, SE ARREPENDIA E VOLTAVA ATRÁS. 

Um exemplo clássico de crente, que, vacilava na fé, é sem dúvida o do Rei Davi.

Davi era pequeno, ruivo, mas de olhos bonitos (I Sam 16:12). Não era o exemplo de beleza externa que Saul tinha. Mas Davi tinha algo que Saul não tinha.

O Eterno olha para o coração, para a sinceridade e disponibilidade em arrepender e servir a Ele.  Encontrou esses atributos em Davi.(I Samuel 16:07).

Após se tornar rei, Davi cometeu muitos pecados, só que, ao contrário de Saul, Davi sofria com cada pecado ou ato que cometesse contrário à vontade de Deus. Davi se arrependia e sofria por causa dos pecados que cometia  (Leia I Samuel 24:05; II Samuel 24:10).

Davi cometeu adultério, assassinato, enganos, etc, mas reconheceu seu pecado, e se arrependeu (II Samuel 12), e recebeu o perdão do Eterno por ter arrependido (verso 13).

Davi fora um homem, conforme a vontade do Eterno, não por não ter pecado, mas por ODIAR O PECADO. Davi, a cada vez que caia, que descobria que havia caído, condoia o coração e buscava o socorro na fonte do Eterno.

Davi conhecia o Eterno, e, mesmo cometendo pecados terríveis, e quase vencidos por ele, nunca buscava pecar ou justificava o pecado apelando para a misericórdia de Deus.  Davi nunca antecipou o perdão de Deus, mas se esquecia que maquinava o mal. Articulou a morte de Urias, mas, quando caiu em si, se considerou digno de morte, quando Natã lhe disse que o Senhor o havia perdoado. Vede quanto o Eterno conhecia o coração de Davi, mais que ele próprio, e o perdoara.  Jamais deveríamos pecar sob desculpa, ou na promessa de que seremos perdoados. Devemos como Davi, odiar o pecado, mesmo que ele fique nos rondando.

Paulo fala sobre as coisas que ocorriam com Davi. Ele escreveu: “Faço o que não quero”. Leiamos Romanos 7

16 E, se faço o que não quero, consinto com a lei, que é boa.

17 Agora, porém, não sou mais eu que faço isto, mas o pecado que habita em mim.

18 Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; com efeito o querer o bem está em mim, mas o efetuá-lo não está.

19 Pois não faço o bem que quero, mas o mal que não quero, esse pratico.

20 Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim.

O pecado que habitava em Davi queria ser-lhe por Senhor.  Davi odiava o pecado, assim como Paulo, após conhecer o Eterno, lutava contra a carne, que o levava para o mal.  Paulo se considerava um ‘miserável’ assim como Davi, mas, com o poder do Eterno, ambos sabiam que podiam melhorar a cada dia, e, se tornarem vencedores do pecado.

 

VENCEREMOS PELO SANGUE DO CORDEIRO.

E eles pois venceram pelo sangue do Cordeiro e pela palavra do seu testemunho; e não amaram as suas vidas até a morte”. (Apoc 12:11)

Todos os vencedores do pecado e de Satanás, os venceram pelo sangue do Cordeiro. Não podemos vencer por nós mesmos, mas, se conhecemos a verdade e voltarmos a praticar pecados, nosso estado será muito pior que o anterior, e como Davi, sofreremos as conseqüências de nossos atos delitosos.

Se somos filhos de Deus, o maligno não nos toca!  Vede o exemplo do justo Jó, em que, Satanás não conseguiu tocar ou mudar sua fé. E Deus recompensou Jó por sua fidelidade.  Satanás pode até derrubar, mas não destruir, ferir, mas não matar a confiança, destruir esta vida, mas não a eterna com o Pai, trazer sofrimento e dor, mas não tirar a certeza de Com o Eterno e Seu filho venceremos.

Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não vive pecando; antes o guarda aquele que nasceu de Deus, e o Maligno não lhe toca.” (I João 05:18).

O que nasceu de Deus não vive pecando, e o Justo Jó, não pecou, pois era nascido de Deus, mesmo quando Satanás o tentou de todas as formas e mesmo quando feriu sua carne, como ulceras e muita dor, e mesmo quando sua carne, sua esposa, o instruiu a amaldiçoar ao Eterno e morrer...  Satanás foi muito cruel, mas, como Jó Havia nascido de Deus, o Maligno não tocou em sua relação para com Deus, em sua Comunhão íntima e pessoa e em suas obras de Fé que Jó praticava... Pelo sangue do cordeiro, na esperança da Ressurreição, Jó se manteve firme (veja Jó 19:25).

Porquanto se, depois de terem escapado das corrupções do mundo pelo pleno conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo, ficam de novo envolvidos nelas e vencidos, tornou-se-lhes o último estado pior que o primeiro.” (II Pedro 02:20)

Não vos enganeis; Deus não se zomba; pois tudo o que o homem semear, isso também ceifará.” (Gálatas 06:07)

Davi, nosso exemplo de arrependimento e confissão, colheu muito, pois semeou bastante. Bendito foi Davi, que colheu a conseqüência dos pecados em vida e teve seus pecados perdoados, apagados.  Infeliz e muito triste foi e futuramente será o destino de Herodes e de Saul, que serão lançados no lago de fogo e enxofre, por não terem se arrependido de suas obras más e confessado e obtido perdão junto a fonte da Graça divina.

 

CONCLUSÃO

E nós irmãos, estamos acariciando algum pecado cometido? Estamos acariciando e alimentando algum pecado, na esperança de que Deus o ignorará e o perdoará por nos amar? Estamos contando com a misericórdia e acrescentando pecado sobre pecado?

O Eterno disse que seu espírito não permaneceria para sempre com o homem (Gen 06:03), que por muito tempo se calou e conteve, mas que fará justiça (Isaías 42:14) e, dará a cada um segunda as suas obras (Apoc 02:23).

As obras de fé do Cordeiro serão imputadas nos que viveram em comunhão com Ele, que tiveram sua mente.  (I Cor 02:16). Sem nos separarmos do mundo e nos santificarmos, jamais poderemos estar diante do Eterno e de Seu Filho. (Veja:  Rom 06:22; I Tes 04:03,07; II Tes 02:13; I Pedro 01:02; Hebreus 12:14).

Aos que ainda acham que tem tempo a gozar e ‘aproveitar’ a vida, depois de conhecida a verdade, a mensagem é:

Porquanto se, depois de terem escapado das corrupções do mundo pelo pleno conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo, ficam de novo envolvidos nelas e vencidos, tornou-se-lhes o último estado pior que o primeiro.” (II Pedro 02:20)

Que nosso estado possa ser melhor que o imediatamente anterior, e possamos nos santificar e nos separar dos desejos do mundo,  e dedicar-nos, como Paulo, ao Eterno.

“Não ameis o mundo nem o que há no mundo. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele.  Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não vem do Pai, mas sim do mundo.   Ora, o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus, permanece para sempre.”  (I João 02:15-17).

 

Enquanto tendes a luz, crede na luz, para que vos torneis filhos da luz.” (João 12:36

 

E que: “Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais os vossos corações.”  (Hebreus 04:07

 

Misael Malagoli

misaelmalagoli@gmail.com

 

RETORNAR