Make your own free website on Tripod.com

A HISTÓRIA DAS DUAS IRMÃS

By Um Só Deus

 

Deus tem falado através dos tempos de diversas formas diferentes, através de sonhos, visões, e esclarecimentos diretos à mente daqueles que buscam estudar sua palavra com atenção às palavras de Deus.

 

As profecias de Deus são algo espetacular de se estudar, muito mais quando se aproximam ou quando se cumprem. E Deus, assim como fez com José e Daniel e com outros profetas, Ele ainda revela a todo que busca compreender o significado, as aplicações das sua palavra, quando meditamos nas palavras, quando dormimos e nos alimentamos delas. (Salmo 63:06,08).

 

Em Ezequiel 23 nos é apresentado a História de duas irmãs, filhas de uma mesma mãe, esposas de um só homem. (Não que estejamos defendendo a poligamia neste estudo, mas simbolicamente representam duas esposas de um só rei)

 

Essas irmãs, que deveriam se manter leais a seu esposo, se prostituíram, vejamos o texto bíblico (todos os versos citados, com exceção dos que tiverem o livro e capítulo, são de Ezequiel 23):

 

1 Veio mais a mim a palavra do Senhor, dizendo: 2 Filho do homem, houve duas mulheres, filhas da mesma mãe. 3 Estas se prostituíram no Egito; prostituíram-se na sua mocidade; ali foram apertados os seus peitos, e ali foram apalpados os seios da sua virgindade.”

 

Vemos o relato que as duas mulheres se prostituíram no Egito. Egito foi o primeiro império que simboliza babilônia, pois lá eram adorados deuses estranhos, contrários ao único Deus verdadeiro. Lá se adorava deuses que de fato não são deuses. Deuses estranhos ao Deus Senhor das duas irmãs.

 

Dos principais deuses adorados pelos egípcios, dos quais, (visto prostituição e adultério em profecia dizer respeito a adoração de falsos deuses), podemos destacar a trindade Egípcia composta de Osíris, Ísis, Horus, abaixo representada graficamente.

 

 

Na qual três pessoas formavam um único deus composto, e que Osíris é Deus, Isis é Deus e Horus é Deus.  Essa foi a mãe de todas as trindades, (e ao mesmo tempo, uma adaptação da trindade deus supremo de babel = Ninrode - Semíramis - Tamuz) que viriam a se espalhar pelo mundo, inclusive a trindade persa, com a qual as duas irmãs de Ezequiel 23 se prostituíram. São três pessoas que formam um só Deus, ou três deuses que formam um só deus, todos poderosos, todos sapientes e co-eternos.

 

O Deus composto Persa, ao qual se apegou as duas irmãs, era composto por três pessoas ou Deuses, e era adorado de forma muito parecida ao Deus Egípcio. Essa trindade foi representada da mesma forma que a Egípcia.

 

A caldeia (babilônia) também clonou sua trindade, ao estilo Egípcio, e as duas irmãs de Ezequiel 23 se prostituíram com Ela...

 

Continuando o texto bíblico de Ezequiel 23

4 E os seus nomes eram: Aolá, a mais velha, e Aolibá, sua irmã; e foram minhas, e tiveram filhos e filhas; e, quanto aos seus nomes, Samária é Aolá, e Jerusalém é Aolibá.

 

As duas irmãs, na profecia de Ezequiel, eram fisicamente Israel (Samaria) e Judá (Jerusalém), mas, ironicamente, representam também, em seu cumprimento atual, as duas irmãs que surgiram do movimento levantado por Deus para reparar brechas e tapar buracos feitos por Babilônia Espiritual, que herdou do Egito Espiritual (Forma primitiva de Babilônia, onde o povo de Deus esteve cativo). As duas irmãs atuais, se deixaram seduzir pelos assírios e pelos caldeus,

 

Ezequiel 23:5-85 Ora prostituiu-se Aolá, sendo minha; e enamorou-se dos seus amantes, dos assírios, seus vizinhos, 6 que se vestiam de azul, governadores e magistrados, todos mancebos cobiçáveis, cavaleiros montados a cavalo. 7 Assim cometeu ela as suas devassidões com eles, que eram todos a flor dos filhos da Assíria; e contaminou-se com todos os ídolos de quem se enamorava. 8 E não deixou as suas impudicícias, que trouxe do Egito; pois muitos se deitaram com ela na sua mocidade, e apalparam os seios da sua virgindade, e derramaram sobre ela a sua impudicícia.

 

As duas irmãs, Israel e Judá, filhas de uma mesma mãe (mesma origem de sangue, espiritualmente falando – mesmo Deus, Jeová), desposadas de uma mesmo homem (o Único Deus pessoal verdadeiro) se prostituíram com a Assíria, e se contaminaram com seus ídolos...

 

11 Viu isso sua irmã Aolibá; contudo se corrompeu na sua paixão mais do que ela, como também nas suas devassidões, que eram piores do que as de sua irmã.  12 Enamorou-se dos filhos da Assíria, dos governadores e dos magistrados seus vizinhos, vestidos com primor, cavaleiros que andam montados em cavalos, todos mancebos cobiçáveis.

 

Ambas as irmãs estão Bêbadas, estão se prostituindo espiritualmente com a Assíria, com Babilônia e Egito. Ambas se recusam a abandonar sua prostituição Espiritual.   A história está se repetindo, e as duas Irmãs, filhas de uma mesma mãe, a IASD e a IASD-Movimento Reforma (Samaria e Jerusalém), estão em franca apostasia, adorando o antigo deus trindade egípcio, adotado pela Assíria e por Babilônia, e emoldurado pelos babilônicos modernos, em forma de um deus impessoal, chamado pelos babilônicos de “santíssima trindade” e pelas duas irmãs apenas de “trindade”... veja uma ilustração da trindade ‘cristã’

 

 

Esta ilustração é da trindade cristã, que foi também autorizado pelo papa representar um dos três deuses em forma de um animal (pombo). A irmã mais velha de Ezequiel 23 representa em um livro feito especialmente para tentar defender essa heresia trindática a representação por meio de uma luz, uma cruz e um pombo, seguindo o mesmo animal que o papa, veja a capa do livro...

 

 

Ambas irmãs estão Bêbadas...

 

(Veja Artigo sobre em http://tempodofim3.tripod.com/VinhoBebado.htm)

 

e Ezequiel 23 nos diz que:

 

32 Assim diz o Senhor Deus: Beberás o cálice de tua irmã, o qual é fundo e largo; servirás de riso e escárnio; o cálice leva muito. 33 De embriaguez e de dor te encherás, do cálice de espanto e de assolação, do cálice de tua irmã Samária.  34 Bebê-lo-ás pois, e esgotá-lo-ás, e roerás os seus cacos, e te rasgarás teus próprios peitos; pois eu o falei, diz o Senhor Deus. 35 Portanto, assim diz o Senhor Deus: Como te esqueceste de mim, e me lançaste para trás das tuas costas, também carregarás com a tua luxúria e as tuas devassidões.

 

Verso 13 “E vi que se tinha contaminado; o caminho de ambas era o mesmo.

 

Ambas as irmãs, correspondem hoje as atuais IASD e a IASD-Reforma, que Abandonaram o Deus eterno e adoram um deus impessoal, um deus composto, copiado do antigo Egito, mas é declarado que:

 

45 De maneira que homens justos são os que as julgarão como se julgam as adúlteras, e como se julgam as que derramam o sangue; porque adúlteras são, e sangue há nas suas mãos.  46 Pois assim diz o Senhor Deus: Farei subir contra elas uma hoste e as entregarei ao tumulto e ao saque. 47 E a hoste apedrejá-las-á, e as matará à espada; trucidará a seus filhos e suas filhas, e queimará as suas casas a fogo. 48 Assim farei cessar da terra a lascívia, para que se escarmentem todas as mulheres, e não procedam conforme a vossa lascivia. 49 E a vós vos pagarão o vosso procedimento lascivo e levareis os pecados dos vossos ídolos; e sabereis que eu sou o Senhor Deus.

 

O julgamento das duas irmãs, que deveriam ser esposas do Senhor, e que se adulteraram seguindo ídolos Egípcios, Assírios e Caldeus, das duas irmãs modernas, está decretado pelo Senhor, porque cada uma delas “se tinha contaminado”; e “o caminho de ambas era o mesmo”. (Ezequiel 23:13). Mas Deus vai levar ambas as irmãs, IASD e IASD-Reforma a julgamento, para mostrar que só Ele é o Senhor, e que não há outro. Que não há um ‘terceiro’ deus e que o Senhor não pode ser comparado as trindades Egípcias, Assírias ou de Babilônia (nem mesmo a confusa trindade católica, que se auto anula).

 

Ao deixar a simplicidade do Evangelho e o Deus único e seu filho Jesus, seguindo os encantos dos Assírios e dos Caldeus, as duas irmãs, desposadas do mesmo e único senhor, cometeram prostituição espiritual, adorando um(s) deus(es) que de fato não é Deus. Ambas, em franca prostituição, não voltaram para seu senhor, mas preferiram a luxúria e os encantos de Babilônia, preferiram seus adornos que a simplicidade do evangelho. Ambas estão embriagadas e estão servindo a seus filhos vinho misturado, para a ruína de ambas. O caminho de ambas é o mesmo (Eze 23:13) e o final também será o mesmo. Homens justos (Verso 45) as julgarão, visto não se arrependeram de sua vida promiscua espiritualmente....

 

Que possamos ser fiéis ao nosso único Deus, sem nos deixar seduzir pelos encantos de babilônia.

 

 Um Só Deus

 

RETORNAR