Make your own free website on Tripod.com

Disciplina Eclesiática

By David Lima

 

I – A AUTORIDADE DA IGREJA

 

A Igreja foi Divinamente instituída. Possui Autoridade Divina para agir, inclusive defendendo-se, com a exclusão de membros do seu seio, se isso for necessário. Isso é fato, é indiscutível!

São vários os textos bíblicos, bastante conhecidos, que nos ensinam essas verdades.

São vários os textos dos Testemunhos do Espírito de Profecia que nos confirmam, ampliam e esclarecem essas verdades. Para ficar com alguns:

Ø       Testemunhos Para A Igreja, vol. 3 {35/414-434} – “Independência Individual”. Parte desse texto encontra-se em Testemunhos Seletos, vol. 1 {74/390-396} – “A Autoridade da Igreja”

Ø       Testemunhos Para A Igreja, vol. 3 {36/434-459} – “Unidade na Igreja”

Ø       Testemunhos Seletos, vol.2 {05/33-39} – “Agentes de Satanás”

Ø       Testemunhos Seletos, vol.3 {34/200-204} – “Disciplina da Igreja”

 

São também esclarecedoras as seguintes compilações:

Ø       Mensagens Escolhidas, vol. 3 {01/16-19} – “O Que É A Igreja?”

Ø       Mensagens Escolhidas, vol. 3 {02/20-22} – “Unidade Na Igreja”

Ø       Mensagens Escolhidas, vol. 3 {03/23-26} – “Ação Independente”

 

Mas,

  • Estão as regras bíblicas e dos Testemunhos sendo seguidas?

  • Pode-se usar essa autoridade para exclusão de membros em qualquer situação?

  • Podem-se cometer erros e abusos nas aplicações das mesmas?

  • Qualquer aplicação dessa autoridade que a igreja faça possui o respaldo Divino?

 

Ultimamente a Igreja tem cortado muitos membros por motivo de trazerem heresias para o seio da mesma. Em muitos casos essa exclusão tem sido abusiva, não sendo cumprindo sequer o que o Manual da Igreja recomenda. São verdadeiras execuções sumárias, sem direito de defesa. Noutros casos, os membros fanáticos perseguem aos hereges sem sequer avaliarem seus pontos de vista.

 

IMPORTANTÍSSIMO: ao lidarmos com o termo HEREGE ou HERESIA, tenhamos muito cuidado, pois muito ou quase tudo o que hoje, como IASD cremos, já foi ou ainda é considerado heresia pela cristandade. Portanto, AVALIEMOS com todo cuidado a heresia, pois pode ser NOVA LUZ. Se a rejeitarmos, ainda que sinceramente, como tivemos a oportunidade de estudá-la e aceitá-la, estaremos sem desculpas e seremos condenados.

Patriarcas e Profetas {3/55/2}

Eva creu realmente nas palavras de Satanás, mas a sua crença não a salvou da pena do pecado. Descreu das palavras de Deus, e isto foi o que a levou à queda. No Juízo, os homens não serão condenados porque conscienciosamente creram na mentira, mas porque não acreditaram na verdade, porque negligenciaram a oportunidade de aprender o que é a verdade. Apesar do sofisma de Satanás indicando o contrário, é sempre desastroso desobedecer a Deus. Devemos aplicar o coração a conhecer o que é a verdade. Todas as lições que Deus fez com que fossem registradas em Sua Palavra, são para a nossa advertência e instrução. São dadas para nos salvar do engano. Da negligência às mesmas resultará ruína a nós mesmos. O que quer que contradiga a Palavra de Deus, podemos estar certos de que procede de Satanás.

Oremos pedindo que Deus nos dê porção dobrada do Seu Santo espírito  para que possamos compreender Suas Palavras e Vontade e dirijamo-nos à Bíblia e aos Testemunhos em busca das repostas!

A partir deste ponto, para não haver confusão com os textos inspirados, nossos comentários encontrar-se-ão em verde.

 

II – REAÇÃO E MANEIRA DE AGIR DIANTE DO NOVO

_ “Quando em minha igreja surge alguém com uma idéia doutrinária nova, diferente do “credo oficial” da Igreja, e por tabela também diferente do meu credo (ainda que na maioria das vezes eu nem compreenda plenamente as doutrinas desse “credo”, nem saiba defender direito cada uma delas), como devo agir?”

_ “Escorraço esse “herege” sem perder tempo para ouvi-lo? (Afinal, nossos teólogos, doutores, PHDs e demais especialistas no assunto já estudaram profundamente o assunto e já definiram a doutrina correta: vou segui-los).”

_ “Denuncio-o como agitador e “perturbador de Israel” à liderança da igreja?”

_ “Mesmo que não o tenha ouvido e estudado os pontos apresentados, se a Comissão da igreja decidiu excluí-lo do rol dos membros, voto com a Comissão; afinal, o pastor e a Comissão devem ter ouvido com atenção ao “herege”, estudado com ele cada ponto doutrinário apresentado, pesado tudo à exaustão pela Palavra e sabe o que está fazendo (ainda que isso seja chamado de fé por procuração).”

_ “Com o irmão, vou à Bíblia com muita oração, amor e paciência tentar convencê-lo do seu erro e salvá-lo.”

_ “E se ele estiver certo, tratar-se realmente da Verdade, for uma Nova Luz?”

_ “Rejeito, afinal toda a Igreja está rejeitando. A Igreja não está conseguindo apresentar argumentos convincentes, mas é a maioria: como pode estar errada e só esta pessoa estar certa? Não deve tudo ser submetido ao pensamento geral?”

_ “Aceito a Nova Luz, para qual não estou encontrando contradição com a Palavra, contrariando a maioria que não quer nem ouvir falar do assunto e está coagindo esse irmão de várias formas?”

Na realidade existem duas maneiras de reagir e agir: uma correta, outra incorreta; uma Divina, outra satânica.

Minha reação vai depender de alguns fatores:

  • Qual o espírito que me dirige: o Santo Espírito de Deus, ou o espírito iníquo.

  • Minha sinceridade: desejo realmente ser salvo, ou agradar a meus irmãos.

  • Desejo realmente fazer a vontade de Deus ou a minha vontade.

 

Neste tópico veremos qual a maneira correta de agirmos (ou reagirmos) ao surgir no seio de nossa igreja uma heresia (ou suposta heresia). Aprendamos com o único Mestre confiável.

 

1 – OS PRINCÍPIOS ETERNOS DO CARÁTER DE DEUS.

Cristo Triunfante – MM 2002 {13/1}

Os princípios do caráter de Deus eram o fundamento da educação mantida constantemente diante dos anjos celestiais. Esses princípios eram bondade, misericórdia e amor. A luz manifesta devia ser reconhecida e livremente aceita por todos os que ocupavam um cargo de confiança e autoridade. Deviam aceitar os princípios divinos e convencer a todos os que se encontravam a serviço de Deus, mediante a apresentação da verdade, justiça e bondade, de que esse era o único poder a ser usado. Nunca deveria ser adotada a força. ...

A base do governo divino, mesmo antes do pecado, sempre foi o Amor, jamais a força; o convencimento, jamais a coação.

A teoria de Deus confere com sua prática? Isso mesmo depois da rebelião?

 

2 – COMO DEUS AGIU PARA COM AS HERESIAS DE SATANÁS

Cristo Triunfante – MM 2002 {13/3}

As declarações de Satanás contra o governo de Deus, e sua defesa daqueles que se colocaram ao seu lado, constituíam uma constante acusação contra Deus. Essas murmurações e queixas eram infundadas.1 Ainda assim, permitiu Deus que Satanás pusesse em prática suas teorias.2 Poderia ter lidado com Satanás e todos os seus simpatizantes tão facilmente como alguém que pega uma pedrinha e a joga ao chão. Mas com isso teria aberto um precedente para a violência dos seres humanos, tão abundantemente revelada em nosso mundo, mediante princípios do uso da força.3

   1 Claramente PARA DEUS, a autoridade máxima do universo, Lúcifer está errado. É um verdadeiro herege. Mas, até aqui, quem mais tem certeza disso?

   2 Deus permitiu; deu liberdade; não usou a coação. Não abateu a Lúcifer e suas idéias heréticas no nascedouro. Porquê?

   3 Deus teria justificado a violência. Como não o fez, para nenhuma criatura existe a “violência justa”, a “guerra justa”. Não confundir JUÍZOS (Israel x Cananeus) com a violência prematura: Deus também destruirá a Satanás. “Mas, na IASD ninguém está espancando ou matando os hereges; só cortando da comunhão...” Veremos outro tipo de violência à frente.

O Desejado De Todas As Nações {79/759/1}

Deus poderia haver destruído Satanás e seus adeptos tão facilmente, como se pode atirar um seixo à terra; assim não fez, porém. A rebelião não seria vencida pela força. Poder compulsor só se encontra sob o governo de Satanás.4 Os princípios do Senhor não são dessa ordem. Sua autoridade baseia-se na bondade, na misericórdia e no amor; e a apresentação desses princípios é o meio a ser empregado. O governo de Deus é moral, e verdade e amor devem ser o poder predominante.

   4 PODER COMPULSOR. Em qualquer forma que se apresente, É SATÂNICO, não Divino. Quando, como igreja impomos algo, mesmo em nome da Verdade e para defendê-la, nosso governo passa a ser o GOVERNO DE SATANÁS!

 

O Desejado De Todas As Nações {79/759/2}

Era desígnio divino colocar as coisas numa base de segurança eterna,5 sendo decidido nos conselhos celestiais que se concedesse tempo a Satanás para desenvolver os seus princípios,6 o fundamento de seu sistema de governo. Pretendera serem os mesmos superiores aos princípios divinos. Deu-se tempo para que os princípios de Satanás operassem,6 a fim de serem vistos pelo Universo celestial.7

   5 Este é o principal motivo da maneira de Deus agir: a conquista pelo Amor possui base sólida, é eterna. De outra maneira a rebelião não é extirpada, permanece latente, prestes a estourar. Sempre e sempre, assim que tiver uma oportunidade, o oprimido tentará obter a liberdade.

   6 Deus permitiu; deu liberdade; deu TEMPO. Não usou a coação. Não abateu a Lúcifer e suas idéias heréticas no nascedouro.

    7  Para serem vistos, estudados, avaliados, pesados CONHECIDOS!

 

Cristo Triunfante – MM 2002 {13/5}

Decidiu-se nos conselhos do Céu que seriam adotados princípios segundo os quais não se destruiria imediatamente o poder de Satanás, pois era propósito de Deus colocar as coisas sobre uma base eterna de segurança.8 Dever-se-ia conceder tempo para que Satanás desenvolvesse os princípios que constituiriam o fundamento de seu governo.9 ... A ordem de Deus devia ser contrastada com a nova ordem, segundo as maquinações de Satanás. Deviam revelar-se os corruptores princípios do governo de Satanás. Os princípios de justiça, expressos na lei de Deus, deviam ser demonstrados como imutáveis, eternos, perfeitos.10

    8   A conquista pelo Amor possui base sólida, é eterna.

    9    Deus deu TEMPO.

   10  Duas ideologias no campo de batalha. A tomada de decisão, a escolha de uma delas pelos expectadores é consciente, esclarecida! O método Divino é dar liberdade para essa escolha; Satanás, ao contrário, QUER IMPOR a aceitação de suas idéias. Ele é o tirano; para ele todo mundo deveria ser “vaca de presépio”. Qual dos dois métodos você mais aprecia? Qual dos dois métodos você tem usado?

“Mas agora a Verdade já está claramente revelada e as heresias também. Não é o caso de termos autoridade para impor a aceitação das Verdades e extirpar os hereges e suas heresias? Afinal, se os deixarmos agir livremente, como um câncer eles irão carcomer e atrapalhar a obra de Deus. Amputemos esse membro doente antes que contamine toda a congregação!”.

Vejamos que respostas Deus nos dá.

 

3 – QUEM IMPÕE, AINDA QUE SEJA A VERDADE, ESTÁ A USAR OS MÉTODOS DE SATANÁS.

Cristo Triunfante – MM 2002 {13/2a}

Esses princípios devem ser o grande fundamento da educação em qualquer administração sobre a Terra. As normas dadas por Deus11 devem ser observadas e respeitadas em cada igreja. Deus ordenou isto.11 Seu governo deve ser moral. Nada deve ser feito compulsoriamente. A verdade deve ser o poder predominante.

1  11 ORDEM de Deus. A Autoridade da igreja baseia-se na ORDEM Divina. Esta é a ORDEM, e nenhuma outra; ou será que Deus é contraditório?

Cristo Triunfante – MM 2002 {13/4}

Os princípios do Senhor não são dessa natureza. O poder de compelir será encontrado sob o governo de Satanás.12 Deus não age dessa maneira. De forma alguma encorajaria Ele qualquer ser humano a colocar-se como Deus sobre outro ser humano para causar-lhe sofrimento mental ou físico.13 Esse princípio é inteiramente uma criação de Satanás.14 ...

    12 O PODER COMPULSOR, em qualquer forma que se apresente, É SATÂNICO. Se a igreja impõe algo, mesmo para defender a Deus, seu governo passa a ser o GOVERNO DE SATANÁS! Deixa de seguir a ORDEM de Deus; logo, sua AUTORIDADE deixa de ser Divina para se demoníaca!

   13 Ver comentário 3. Eis aqui outro tipo de violência além da violência física: violência que causa sofrimento MENTAL. Quantos irmãos sinceros, por suas novas convicções heréticas (ou não) só faltaram enlouquecer devido às ameaças, cochichos, retaliações, etc.?

    14 INTEIRAMENTE, TOTALMENTE uma criação de Satanás, fazendo parte de SEU GOVERNO. Quem o usa? Obviamente que somente os adeptos do demônio!...

 

Cristo Triunfante – MM 2002 {13/6a}

Quando aqueles que se encontram a serviço de Deus15 recorrem à acusação, estão adotando os princípios de Satanás para expulsar Satanás. Isso nunca funcionará. Satanás vai operar.16 Ele está trabalhando na mente humana por meio de seus tortuosos princípios. Estes serão adotados e executados por aqueles que alegam17 ser leais e fiéis ao governo de Deus.

     15 Os adeptos de Deus!

   16 Se eu adotar os métodos de Satanás, não importa minha profissão de fé, cargo ou posição na obra (membro leigo, pastor distrital, pastor departamental, presidente de Missão/Associação, União, Divisão ou CG), estarei sendo INSTRUMENTO DE SATANÁS. É ele quem vai operar em mim. Já não serei tomado pelo Espírito Santo, mas possuído pelo espírito maligno; já não mais poderei dizer: “Cristo vive em mim”...

    17 Os adeptos de Deus são considerados como apostatados. Agora só ALEGAM. Deus não mais os reconhece como Seus representantes!

 

4 – COMO SABER SE A NOVA LUZ É VERDADEIRA OU FALSA? DEIXAR A NOVA LUZ SER CONFRONTADA COM TODA A VERDADE. A ESCOLHA CONSCIENTE, ESCLARECIDA.

Cristo Triunfante – MM 2002 {13/6b}

Como saberemos que são infiéis, desleais? "Pelos seus frutos os conhecereis."

Muito interessante a questão dos frutos. A maneira de agir conta muito. No futuro, muitos sinceros aceitarão a mensagem de que o Sábado é o verdadeiro dia de guarda em lugar do domingo, somente observando como os dois lados agem. Os papistas e protestantes estarão perseguindo. Esses sinceros sabem que Deus não coage e quem o faz é do lado do Diabo. Quais têm sido nossos frutos, irmãos?

Cristo Triunfante – MM 2002 {13/7}

O Senhor viu o uso que Satanás estava fazendo de seu poder, e diante dele colocou a verdade em contraste com a falsidade. ... O Senhor permitiu que Satanás fosse avante e demonstrasse os seus princípios.

Cristo Triunfante – MM 2002 {13/8}

Deus vê que o mesmo modo de agir está sendo seguido ao redor do mundo. Homens e mulheres chegam ao ponto onde a estrada se bifurca: é escolher entre o certo e o errado. Milhares e milhares se revestem daquilo que supõem ser um disfarce impenetrável, e escolhem o erro. ... Deus não força ninguém. Permite que todos sejam livres para escolher. Mas diz: "Pelos seus frutos os conhecereis". Deus não considerará sábios aqueles que não souberem distinguir entre um espinheiro e uma árvore que produz azeitonas.

Observemos se não temos agido como um espinheiro, ao passo que as palavras do outro têm sido macias como o azeite. Se o irmão está com a Verdade e o outro está com a heresia, o irmão será responsabilizado por desviar outros da Verdade por se utilizar dos métodos satânicos.

O Desejado De Todas As Nações {01/22/1a}

A Terra obscureceu-se devido à má compreensão de Deus. Para que as tristes sombras se pudessem iluminar, para que o mundo pudesse volver ao Criador, era preciso que se derribasse o poder enganador de Satanás. Isso não se podia fazer pela força. O exercício da força é contrário aos princípios do governo de Deus; Ele deseja unicamente o serviço de amor; e o amor não se pode impor; não pode ser conquistado pela força ou pela autoridade. Só o amor desperta o amor. Conhecer a Deus é amá-Lo; Seu caráter deve ser manifestado em contraste com o de Satanás.

Reação e maneira de agir são diferentes: minha reação pode ser de espanto, mas minha maneira de agir deve ser totalmente racional.

Deixemos a Verdade brilhar. Ela espancará todas as trevas ao redor!
 

III – HERESIA OU NOVA LUZ?

Tudo o que é novo, tudo o que surge de diferente, uma nova doutrina, a princípio defendida por bem poucas pessoas, geralmente sem títulos e “sem nome” na Igreja, é sempre heresia?

Como surgiram as Verdades que cremos hoje: como Verdades Absolutas, cridas por todos ou... Como HERESIAS?

Quem foram as pessoas que a princípio as defenderam: grandes teólogos, PHDs e demais renomados especialistas ou... quase anônimos?

Qual a reação inicial a essas doutrinas: aceitas com louvor ou... denunciadas como nocivas?

Qual a reação inicial a essas pessoas: laureadas ou... proscritas e perseguidas?

E a ação final (na época) com relação a tudo isso? 

HOJE PODERÁ SER DIFERENTE OU... COMO NO PASSADO A HISTÓRIA SE REPETE?

 

1 – A NOVA LUZ, A VERDADE PECULIAR, A VERDADE PRESENTE: DE INÍCIO ACANHADO, DEFENDIDA POR POUCOS E TENDO A OPOSIÇÃO DA MAIORIA.

Parábolas De Jesus {05/78/2b}

Para Sua igreja, em cada geração, Deus tem uma verdade peculiar e um serviço especial. A verdade, oculta aos sábios e entendidos deste mundo, é revelada às criancinhas e aos humildes. Exige sacrifício próprio. Há combates para se ferirem e vitórias para serem conquistadas. De início seus adeptos são poucos. Pelos grandes do mundo e por uma igreja de espírito mundano são repelidos e desprezados.

  • Vede João Batista, o precursor de Cristo, sozinho censurando o orgulho e formalismo do povo judeu!

  • Vede os primeiros defensores do evangelho na Europa!

  • Obscura e desanimadora parecia a missão de Paulo e Silas, os dois fazedores de tendas, quando, com os companheiros, embarcavam em Trôade para Filipos!

  • Vede o "idoso Paulo", pregando a Cristo, acorrentado na cidadela dos Césares.

  • Vede as pequenas comunidades de escravos e camponeses em conflito com o paganismo de Roma Imperial.

  • Vede Martinho Lutero, resistindo àquela poderosa igreja que é a obra-prima da sabedoria deste mundo. Vede-o mantendo a Palavra de Deus contra o imperador e o papa, declarando: "Aqui estou; não posso proceder doutra forma. Deus me auxilie!"

  • Vede João Wesley pregando a Cristo e Sua justiça em meio do formalismo, sensualidade e incredulidade.

  • Vede alguém que, doendo-lhe a miséria do paganismo, roga o privilégio de lhes levar a mensagem do amor de Cristo. Ouvi a resposta do eclesiasticismo: "Sente-se, moço. Quando Deus quiser converter os pagãos, fá-lo-á sem o meu nem o seu auxílio."

De um lado, velhos, sozinhos, pessoas comuns, de humilde profissão, prisioneiros (“bandidos”), “fanáticos”; do outro, grandes teólogos, pastores, bispos, cardeais, reis, imperadores e papas! Quem estava com a Verdade?

Honestamente medite profundamente e responda: se você tivesse nascido na época das pessoas acima citadas, de que lado você teria ficado?

O mais polêmico deles não foi citado. Hoje, como cristão, obviamente que é impossível não professar estar ao lado de Cristo. Mas, no contexto histórico de Sua primeira vinda, de que lado você teria ficado: do lado dos pomposos Saduceus e Fariseus, dos doutores da Lei, especialistas na mediação entre Deus e os homens ou... Teria ficado do lado do desprezível carpinteiro (nem rabino era!), filho de “mãe adúltera”, sem nenhuma formação acadêmica (onde estudou?), cercado pela escória da sociedade, cujos principais ajudantes eram também escória, afrontador da autoridade Divinamente estabelecida, pregando “contra o Templo e contra MOISÉS!!”, pregando doutrinas totalmente heréticas... Chega! Vamos parar por aqui. Pior que “este” não pode haver!

Se você possui espírito intolerante, já parou para pensar (com terror) que poderia facilmente ter rejeitado – perdão – QUE SEGURAMENTE TERIA REJEITADO ao Único que poderia salvá-lo e estaria condenado?!!!

Parábolas De Jesus {05/79/1}

Os grandes guias do pensamento religioso desta geração anunciam os louvores daqueles que plantaram a semente da verdade há séculos, e erguem-lhes monumentos. Não abandonam muitos esta obra para espezinhar o renovo que hoje em dia desponta da mesma semente? Repete-se o velho clamor: "Nós bem sabemos que Deus falou a Moisés, mas este [Cristo no mensageiro que Ele envia] não sabemos de onde é." João 9:29. Como em épocas primitivas, as verdades especiais para este tempo não se acham com as autoridades eclesiásticas mas com homens e mulheres, que não são demasiado instruídos nem sábios demais para crer na Palavra de Deus.

No passado os grandes da época estavam errados e os grandes de hoje reconhecem isso. Erguem-lhes monumentos, escrevem montanhas de livros louvando-lhes a coragem, a audácia, a tenacidade, o compromisso com a Verdade. Fazem até magníficos filmes sobre suas vidas e obras! Ponto para os grandes de hoje que possuem humildade para tal.

Mas, curioso: os grandes de hoje que só faltam adorar aos humildes do passado, desprezam aos humildes de hoje, que no futuro ganharão estátuas e lauréis! A História se repete! No futuro serão (os grandes de hoje) tidos como intolerantes e IGNORANTES! Falsos sábios!!

Parábolas De Jesus {05/79/2}

"Porque vede, irmãos, a vossa vocação, que não são muitos os sábios segundo a carne, nem muitos os poderosos, nem muitos os nobres que são chamados. Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes. E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são para aniquilar as que são." I Cor. 1:26-28. "Para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria dos homens, mas no poder de Deus." I Cor. 2:5.

COM QUEM ESTÃO AS VERDADES PARA O TEMPO PRESENTE? QUEM AS PREGA? Você sabe quais são?

Parábolas De Jesus {05/79/3}

Nesta última geração, a parábola do grão de mostarda deve alcançar notável e triunfante cumprimento. A pequena semente tornar-se-á uma árvore. A última mensagem de advertência e misericórdia deve ir "a toda nação, e tribo, e língua, e povo" (Apoc. 14:6), para "tomar deles um povo para o Seu nome" (Atos 15:14); e a Terra será iluminada por Sua glória. (Apoc. 18:1.)

A questão é escatológica mesmo!

É a pequena semente encharcada pela Chuva Serôdia do Espírito do Senhor enviada por Deus que se tornará árvore.

Quanto à última pergunta acima quanto às Verdades para o Tempo Presente, que tipo de sermões tem você ouvido do púlpito da sua igreja? Advertências de que Cristo está vindo e não estamos preparados, precisando urgentemente de REFORMA e misericórdia Divina, ou o evangelicismo (Cristo salva e salva e salva...), “paz e segurança”, auto-ajuda, curas, milagres, etc.? Quem são os alarmistas (Noé, Elias, João Batista, Cristo) da sua igreja?
 

IV – DESLIGANDO O MEMBRO DA IGREJA

Em que casos a Igreja possui Autoridade Divina para desligar um membro do seu corpo?

Em que casos ela age com autoridade própria, não Divina?

À propósito, somente duas autoridades maiores são reconhecidas na Terra: a Divina e a satânica. Ninguém age por autoridade própria. Pode agir por vontade própria, mas não por autoridade.

 

1 – O JOIO E O TRIGO NA IGREJA

Parábolas De Jesus {04/70/1}

"O que semeia a boa semente é o Filho do homem, ... a boa semente são os filhos do reino, e o joio são os filhos do maligno." Mat. 13:37 e 38. A boa semente representa aqueles que são nascidos da Palavra de Deus, da verdade. O joio representa uma classe que é o fruto ou encarnação do erro, de princípios falsos. "O inimigo que o semeou é o diabo." Mat. 13:39. Nem Deus nem os anjos jamais semearam semente que produzisse joio. O joio é sempre lançado por Satanás, o inimigo de Deus e do homem. ...

Claramente Satanás semeia seus agentes na Igreja EM TODAS AS ESFERAS, de membro a pastor!

Parábolas De Jesus {04/71/1b}

Assim Satanás, induzido por sua inimizade a Cristo, espalha a má semente entre o bom trigo do reino. ... Introduzindo na igreja aqueles que levam o nome de Deus, conquanto Lhe neguem o caráter, faz o maligno que Deus seja desonrado, a obra da salvação mal representada e almas postas em perigo.

Muito do joio às vezes Deus consegue efetuar o milagre de converter em trigo. Mas ultimamente temos sido os maiores ajudante de Satanás no semear o joio e impedir sua conversão em trigo: antigamente as pessoas estudavam profundamente a Palavra, viviam os Mandamentos ANTES de serem batizadas. O joio proliferava na Igreja, mas com mais dificuldade. Hoje, no satânico afã de encher a Igreja de qualquer jeito para “tornar grande nosso nome” ou “para ter mais gente que nos sustente”, meras “vacas de presépio” facilmente manobráveis, temos o batismo “lava-jato”. Todos sabem o que é isso; portanto, sem mais comentários.

Parábolas De Jesus {04/71/2}

Dói aos servos de Cristo ver misturados na congregação crentes falsos e verdadeiros. Anseiam fazer alguma coisa para purificar a igreja. Como os servos do pai de família, estão dispostos a arrancar o joio. Mas Cristo lhes diz: "Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis também o trigo com ele. Deixai crescer ambos juntos até à ceifa." Mat. 13:29 e 30.

“Até a ceifa”? Mas a Igreja não tem na Terra Autoridade Divina para desligar um membro?

Quando, então, Ela pode desligar COM ESSA AUTORIDADE DIVINA?

 

2 – QUANDO A IGREJA DESLIGA O MEMBRO FALTOSO COM AUTORIDADE DIVINA

Parábolas De Jesus {04/71/3}

Cristo ensinou claramente que aqueles que perseveram em pecado declarado devem ser desligados da igreja18; mas não nos confiou a tarefa de ajuizar sobre caracteres e motivos.19 Conhece demasiado bem nossa natureza para que nos delegasse esta obra. Se tentássemos desarraigar da igreja os que supomos serem falsos cristãos, certamente cometeríamos erro. ... O joio e o trigo devem crescer juntos até à ceifa; e a colheita é o fim do tempo da graça.

   18 PECADOS DECLARADOS. A Autoridade Divina é para tratar com esse tipo de pecado. Trata-se da transgressão de um Mandamento da Lei de Deus. E DECLARADOS; do conhecimento da Igreja; que está causando ESCÂNDALO à maneira de viver da mesma. Simplificando: o irmão está roubando, adulterando, transgredindo o Sábado, etc. A Igreja o sabe? Cumpra-se a Regra Bíblica com a pobre alma. Não deseja mudar? Infelizmente... Desliga. Depois se trabalha para o resgate do mesmo.

    19 Motivos. Doutrinas podem ser incluídas aí? Adiante!

Este texto combina com o abaixo:

Testemunhos Seletos, vol. 3 {34/203/1}

"Em verdade vos digo", prossegue Jesus, "que tudo o que ligardes na Terra será ligado no Céu, e tudo o que desligardes na Terra será desligado no Céu." Mat. 18:18. Estas palavras de Cristo conservam sua autoridade em todos os tempos. À igreja foi conferido o poder de agir em lugar de Cristo. É a agência de Deus para a conservação da ordem e disciplina entre Seu povo. A ela o Senhor delegou poderes para dirimir todas as questões concernentes à sua prosperidade, pureza e ordem. Sobre ela impôs a responsabilidade de excluir de sua comunidade os que dela são indignos, que por seu procedimento anticristão acarretam desonra para a causa da verdade. Tudo quanto a igreja fizer em conformidade com as instruções dadas na Palavra de Deus, será sancionado no Céu.

EM CONFORMIDADE. Se não for em conformidade com a Palavra, obviamente não será sancionado no Céu. E aqui está a classe de pecados em que a Igreja possui Autoridade Divina para excluir um membro.

 

3 – O PERIGO DE DESLIGAR O TRIGO JUNTO COM O JOIO

Parábolas De Jesus {04/72/1}

Há nas palavras do Salvador ainda outra lição, uma lição de maravilhosa longanimidade e terno amor. Como o joio tem as raízes entrelaçadas com as do bom trigo, assim falsos irmãos podem estar na igreja, intimamente ligados com os discípulos verdadeiros. O verdadeiro caráter desses pretensos crentes não é plenamente manifesto. Caso fossem desligados da congregação, outros poderiam ser induzidos a tropeçar, os quais, se não fosse isto, permaneceriam firmes.

O joio quando arrancado sempre leva com ele o trigo. Agir de maneira intolerante para com o herege é DUPLAMENTE perigoso para a Igreja: se, parte do bom trigo, que ainda não estava enraizada, acompanhar o joio, O SANGUE DESSE TRIGO PODERÁ CAIR SOBRE NOSSA CABEÇA. E o pior: se for um “herege”, os hereges seremos nós! Teremos cortado Noé, Enoque, Elias da Igreja!!

 

4 – O EXEMPLO DA AÇÃO DE DEUS PARA COM SATANÁS

Parábolas De Jesus {04/72/2}

A lição dessa parábola é ilustrada pelo proceder de Deus para com os homens e os anjos. Satanás é um enganador. Ao pecar ele no Céu, nem mesmo os anjos fiéis reconheceram plenamente seu caráter. Esta é a razão por que Deus não o destruiu imediatamente. Se o tivesse feito, os santos anjos não teriam percebido o amor e a justiça de Deus. Uma só dúvida quanto à bondade de Deus teria sido como má semente, que produziria o amargo fruto do pecado e da desgraça. Por isto foi poupado o autor do mal, para desenvolver plenamente seu caráter. Durante longos séculos, suportou Deus a angústia de contemplar a obra do mal. Preferiu dar a infinita Dádiva do Gólgota, a deixar alguém ser induzido pelas falsas representações do maligno; pois o joio não podia ser arrancado, sem o risco de desarraigar a preciosa semente. E não seremos tão clementes para com nossos semelhantes, como o Senhor do Céu e da Terra o é para com Satanás?

Sabemos que alguns estão tentados a fazer a pergunta: “certamente que Deus não matou a Satanás; mas não o expulsou juntamente com seus simpatizantes do Céu?” Guardemos as devidas proporções em todos os sentidos, irmãos.

 

5 – O EXEMPLO DA AÇÃO DE CRISTO PARA COM JUDAS

Parábolas De Jesus {04/72/3b}

O Redentor não quer perder uma única pessoa. Sua experiência com Judas é relatada para mostrar Sua longanimidade com a corrompida natureza humana; e nos ordena sermos pacientes como Ele o foi. Disse que até ao fim do tempo haveria falsos irmãos na igreja.

 

6 – MÉTODO DE SATANÁS: EXTIRPAR OS HEREGES

Parábolas De Jesus {04/74/1}

Apesar da advertência de Cristo, têm os homens procurado arrancar o joio. Para punir os que foram considerados malfeitores,20 tem a igreja recorrido ao poder civil. Os que divergiram das doutrinas dominantes21 foram encarcerados, martirizados e mortos20 por instigação de homens que pretendiam agir sob a sanção de Cristo.22 Mas atos tais são inspirados pelo espírito de Satanás,22 não pelo Espírito de Cristo.22 Esse é o método peculiar de Satanás23 de submeter o mundo a seu domínio. Por esta maneira de proceder com os supostos hereges,20 Deus tem sido mal representado pela igreja.24

 

    20 Não nos esqueçamos que muitos dos 100 milhões de hereges torturados, queimados e mortos das mais diversas maneiras pela Igreja “COM A AUTORIDADE DIVINA”, estarão com o Cordeiro no Monte Sião, e acima das muralhas da Cidade Santa, ao passo que seus algozes, “advogados de Deus” estarão no vale, cercando a Cidade!

    21 A QUESTÃO AQUI É DOUTRINÁRIA MESMO!! Perseguição religiosa contra doutrinas, heresias ou supostas heresias.

   22 Qual o Espírito e a AUTORIDADE presentes mesmo na Igreja quando exclui membros por divergência doutrinária?

    23 Porque a Igreja ao longo da História tem usado o método de Satanás?

    24 A Igreja passa a ser representante de... Satanás!! A IGREJA NÃO TEM AUTORIDADE DIVINA PARA EXCLUIR UM MEMBRO POR DIVERGÊNCIA DOUTRINÁRIA!!!

 

Querido irmão, querida irmã; querido pastor, depositário dos tesouros celestes, quantos hereges (ou “hereges”!) você já torturou e “matou”? Quantos executados por você quando, pelos mais variados motivos (sinceramente, como Saulo, cria estar fazendo a vontade de Deus; para manter seu status, vendeu sua consciência) denunciou, votou em comissão, votou na igreja e, pela autoridade de Satanás e usando seu método excluiu da igreja (às vezes sem mesmo ter lido e estudado sua “heresia”!!)? Saiba que muitos deles estarão “no alto da muralha”. E você, onde estará? Graças a Deus que você ainda tem tempo para se arrepender!

 

7 – OS MÉTODOS DE CRISTO SÃO DIFERENTES DOS MÉTODOS DE SATANÁS

Parábolas De Jesus {04/74/2}

Na parábola de Cristo não nos é ensinado que julguemos e condenemos a outros, antes sejamos humildes e desconfiemos do eu. Nem tudo que é semeado no campo é bom trigo. O estarem os homens na igreja não prova que são cristãos.

Parábolas De Jesus {05/76/3}

O embrião, contido na semente, cresce pelo desenvolvimento do princípio vital que Deus nele implantou. Seu desenvolvimento não depende de meios humanos. Assim é com o reino de Cristo. Há uma nova criação. Os princípios de desenvolvimento são diretamente opostos aos que regem os reinos deste mundo. Governos terrenos prevalecem pelo emprego da força; pelas armas mantêm o seu domínio, mas o fundador do novo reino é o Príncipe da paz. O Espírito Santo representa os reinos terrestres mediante o símbolo de feras; mas Cristo é "o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo". João 1:29. Em Seu plano de governo não há o emprego da força bruta para compelir a consciência. Esperavam os judeus que o reino de Deus fosse estabelecido do mesmo modo que os do mundo. Para promover justiça, recorriam a medidas externas. Forjavam planos e métodos. Mas Cristo implanta um princípio. Implantando a verdade e a justiça, frustra o erro e o pecado.

Deixemos a Verdade brilhar. Ela espancará todas as trevas ao redor!

 

V – UM EXEMPLO DE ESPÍRITO DE CRISTO

Veremos como alguns seguidores de Lutero (que já haviam sido minoria) estavam agindo.

Qual foi a reação desse gigante de Deus?

 

1 – O EXEMPLO DE LUTERO AO LIDAR COM A INTOLERÂNCIA E O FANATISMO

O Grande Conflito {10/189/2}

Com grande cautela e humildade, se bem que com decisão e firmeza, entrou em seu trabalho. "Pela Palavra", disse ele, "devemos vencer e destruir o que foi estabelecido pela violência. Não farei uso da força contra os supersticiosos e incrédulos. ... Ninguém deve ser constrangido. A liberdade é a própria essência da fé." - D'Aubigné.

O Grande Conflito {10/189/3}

Logo rumorejou em toda Wittenberg que Lutero voltara, e que deveria pregar. O povo congregou-se de todas as direções, e a igreja transbordou. Subindo ao púlpito, com grande sabedoria e mansidão, instruiu, exortou e reprovou. Abordando o procedimento de alguns que haviam recorrido a medidas violentas para abolir a missa, disse:

O Grande Conflito {10/189/4}

"A missa é coisa má; Deus Se opõe a ela; deve ser abolida; e eu gostaria que no mundo inteiro fosse substituída pela Ceia do evangelho. Mas que ninguém seja dela arrancado pela força. Devemos deixar o caso nas mãos de Deus. Sua Palavra deve agir, e não nós. E por que assim? perguntareis. Porque eu não retenho o coração dos homens em minhas mãos, como o oleiro retém o barro. Temos o direito de falar: não temos o direito de agir. Preguemos; o resto pertence a Deus. Devesse eu empregar a força e que ganharia? Momice, formalidade, arremedos, ordenanças humanas e hipocrisia. ... Mas não haveria sinceridade de coração, nem , nem caridade. Onde faltam estas três, falta tudo, e eu nada daria por semelhante resultado. ... Deus faz mais por Sua Palavra só, do que vós e eu e o mundo inteiro por nossa força unida. Deus Se apodera do coração, e tomando o coração, tudo está ganho. ...

Lutero sabia diferenciar entre os membros “vaca de presépio” e os esclarecidos. Querido irmão, querido pastor, que tipo de membro você deseja ao seu lado ou sob sua liderança 

O Grande Conflito {10/190/1}

"Pregarei, discutirei, escreverei; mas não constrangerei a ninguém, pois a fé é ato voluntário. Vede o que fiz. Levantei-me contra o papa, seus partidários e as indulgências, mas sem violência nem tumulto. Apresentei a Palavra de Deus; preguei e escrevi - isto é tudo que fiz. E, no entanto, enquanto eu dormia, ... a Palavra que eu pregara subverteu o papado, de maneira tal que nunca um príncipe ou imperador lhe vibrou semelhante golpe. E, contudo, nada fiz; a Palavra só, fez tudo. Se eu houvesse querido apelar para a força, a Alemanha inteira teria sido talvez inundada de sangue. Mas qual seria o resultado? Ruína e desolação tanto para o corpo como para a alma. Portanto, conservei-me quieto e deixei a Palavra sozinha correr através do mundo." - D'Aubigné.

Os fanáticos da igreja, aqueles que estão dispostos a ir a qualquer lugar e fazer qualquer coisa respondendo a palavras de ordem em vez de à razão, são a maior desgraça para a Igreja. Mas, infelizmente, é essa classe que tem crescido muito e cujo crescimento tem sido incentivado. Sim, diferentemente da reação de Lutero, seu crescimento tem sido estimulado ao máximo. Querido irmão, querido pastor, como você vai encarar a Deus quando Ele lhe inquirir sobre isso?

 

VI – A FALSA BASE DA AUTORIDADE IMPOSTA PELA FORÇA

É vantajoso ter sob liderança uma igreja de autômatos, “vacas de presépio”? Pessoas que aceitem qualquer ordem ou doutrina sem discutir? Que sejam facilmente influenciáveis e manobráveis?

Sem dúvida é mais cômodo. Mas logo tornar-se-ão FANÁTICAS; responderão com entusiasmo a palavras de ordem (isso tem crescido muito em nossas reuniões de motivação à ação missionária, parecendo reuniões dos antigos partidos comunistas), mas não darão uma resposta consistente; logo que passe o incentivo, esfriam. Necessitam de constantes reuniões desse tipo, forçando nossos pastores a viajar para cá e para lá o tempo todo, consumindo desnecessariamente os recursos da Igreja e não cuidando direito da própria família, pecados estes que serão chamados por Deus a dar contas (não confundir com a origem da IASD quando isso era realmente necessário).

O fanatismo cria um estado de rebeldia latente, “panela de pressão” preste a explodir. Para esses precisa-se dar continuamente “Panem et circenses” [pão e (espetáculos) circenses]. Daí a causa de nossas grandes reuniões (campais e camporis) já serem verdadeiros espetáculos e quem sabe uns 10% de espiritualidade (para disfarçar).

Por quanto tempo se conseguirá segurar “a boiada”? Isso realmente é muito perigos, nesta vida e na vida porvir.

Leiamos alguns textos:

 

1 – CARÁTER DEMONIZADO: REBELDIA LATENTE

Mente, Caráter E Personalidade, vol. 1 {23/210/2}

Toda vez que seja empregado o poder do intelecto, ou da autoridade ou da força, e não se mostre presente o amor, as afeições e a vontade dos que buscamos alcançar assumem uma atitude defensiva, contrariante, e aumenta-se-lhe a força de resistência. Jesus era o Príncipe da paz. Veio ao mundo para tornar-se-Lhe submissa a resistência e a autoridade. Comandava a sabedoria e a força, no entanto os meios que empregava para vencer o mal, eram a sabedoria e a força do amor.

Educação {34/288/1}

Dirigir o desenvolvimento da criança, sem estorvá-lo por meio de um governo indevido, deve ser objeto de estudo tanto por parte do pai como do professor. As regras demasiadas são coisa tão ruim como a deficiência delas. O esforço para "quebrar a vontade" de uma criança é um erro terrível. Os espíritos são constituídos diferentemente; conquanto a força possa conseguir uma submissão aparente, com muitas crianças o resultado é uma mais decidida rebelião do coração. Mesmo que o pai ou professor consiga impor a sujeição que deseja, o desfecho poderá ser não menos desastroso para a criança. A disciplina de um ser humano que haja atingido os anos da inteligência, deve diferir do ensino de um animal irracional. A este apenas se ensina a submissão a seu dono. Para o irracional, o dono serve de mente, juízo e vontade. Este método, algumas vezes empregado no ensino das crianças, faz delas pouco mais que autômatos. O espírito, a vontade, a consciência, acham-se sob o governo de outro. Não é propósito de Deus que espírito algum seja dessa maneira dominado. Os que enfraquecem ou destroem a individualidade, assumem uma responsabilidade de que apenas podem resultar males. Enquanto sob a autoridade, as crianças podem assemelhar-se a soldados bem-disciplinados; faltando, porém, esse governo, notar-se-á a falta de força e firmeza no caráter. Não tendo nunca aprendido a governar-se, os jovens não admitem restrições a não ser as exigências dos pais ou professor. Removidas estas, não sabem como fazer uso de sua liberdade, e com freqüência se entregam a condescendências que vêm a ser sua ruína.

 

2 – O FUTURO DOS LÍDERES DOMINADORES PELA FORÇA E PELO ENGANO

Quando as quatro primeiras pragas estiverem caindo:

Primeiros Escritos{67/281/2b}

O povo voltava-se contra seus pastores com ódio atroz e os acusava, dizendo: "Não nos advertistes. Disseste-nos que o mundo inteiro deveria converter-se e clamastes: Paz, Paz, para acalmardes todo o temor que se despertava. Não nos falastes a respeito desta hora; e aqueles que nos avisaram a tal respeito declarastes serem fanáticos e homens maus, os quais causariam a nossa ruína." Mas vi que os pastores não escaparam da ira de Deus. Seu sofrimento foi dez vezes maior do que o de seu povo.

E na hora em que o Concerto Eterno é firmado com os 144.000:

O Grande Conflito {41/655/4a}

O povo vê que foi iludido. Um acusa ao outro de o ter levado à destruição; todos, porém, se unem em acumular suas mais amargas condenações contra os ministros. Pastores infiéis profetizaram coisas agradáveis, levaram os ouvintes a anular a lei de Deus e a perseguir os que a queriam santificar. Agora, em seu desespero, esses ensinadores confessam perante o mundo sua obra de engano. As multidões estão cheias de furor. "Estamos perdidos!" exclamam; "e vós sois a causa de nossa ruína"; e voltam-se contra os falsos pastores. Aqueles mesmos que mais os admiravam, pronunciarão as mais terríveis maldições sobre eles. As mesmas mãos que os coroavam de lauréis, levantar-se-ão para destruí-los.

“Mas... esse texto se aplica a pastores das igrejas caídas”.Não! A todos os pastores, afinal será exatamente isso que você, pastor ASD estará pregando se não mudar seu rumo!! Aliás, alguns pastores ASD já pregam como os caídos e até mesmo já escreveram artigos que solapam o Sábado!! Isso será apenas a conseqüência!

Querido pastor, você deseja enfrentar isso? Ainda é tempo!...


 

 VII – DEUS E AS HERESIAS

Como Deus vê as heresias? Obviamente com olhares os mais negativos possíveis.

Vamos mudar a pergunta: como Deus vê a INTRODUÇÃO ou o SURGIMENTO de heresias entre Seu povo?

Vamos deixar que Deus mesmo responda.

Os irmãos ficarão tremendamente surpresos com a resposta!!

 

1 – DEVE-SE CRESCER, AVANÇAR, EVOLUIR NO CONHECIMENTO DAS ESCRITURAS

Testemunhos Seletos, Vol. 2 {42/309/3}

Sempre que os homens não estejam buscando, na palavra e nos atos, estar em harmonia com Deus, então, por mais eruditos que sejam, estão sujeitos a errar em sua maneira de entender a Escritura, e não é seguro confiar em suas explanações. Quando buscamos verdadeiramente fazer a vontade de Deus, o Espírito Santo toma os preceitos de Sua Palavra e torna-os os princípios da vida, escrevendo-os nas tábuas da alma. E são só os que seguem a luz que já lhes foi dada, que podem esperar receber maior iluminação do Espírito. Isto está claramente expresso nas palavras de Cristo: "Se alguém quiser fazer a vontade dEle, pela mesma doutrina conhecerá se ela é de Deus, ou se Eu falo de Mim mesmo." João 7:17.

Os maiores títulos da erudição, Doutor em Divindade, PHD ou outros quaisquer não representam a autoridade definitiva em matéria de VERDADE. Basta ver que toda vez que Cristo enfrentou problemas referentes à doutrina, seus oponentes foram esses Doutores da Lei. E Lutero? Sozinho contra os maiores doutores da Igreja... Quem estava com a VERDADE?

Testemunhos Seletos, Vol. 2 {42/311/2}

Pedro exorta os irmãos: "Crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo." II Ped. 3:18. Sempre que o povo de Deus estiver crescendo em graça, obterá constantemente uma compreensão mais clara de Sua Palavra. Há de distinguir mais luz e beleza em suas sagradas verdades. Isto se tem verificado na história da igreja em todos os séculos, e assim continuará até ao fim. Mas, à medida que a verdadeira vida espiritual declina, tem sido sempre a tendência cessar o crente de avançar no conhecimento da verdade. Os homens ficam satisfeitos com a luz já recebida da Palavra de Deus, e desistem de qualquer posterior investigação das Escrituras. Tornam-se conservadores, e procuram evitar novo exame.

Em matéria de espiritualidade e conhecimento da Verdade, quem parar de crescer, nem estacionado ficará: decrescerá!

 

2 – A IGREJA DORMENTE, SEM SABER DAR RAZÃO DE SUA FÉ. DEUS E A DIVERGÊNCIA DE OPINIÕES.

Testemunhos Seletos, Vol. 2 {42/311/3}

O fato de não haver controvérsias ou agitações entre o povo de Deus, não devia ser olhado como prova conclusiva de que eles estão mantendo com firmeza a sã doutrina. Há razão para temer que não estejam discernindo claramente entre a verdade e o erro. Quando não surgem novas questões em resultado de investigação das Escrituras, quando não aparecem divergências de opinião que instiguem os homens a examinar a Bíblia por si mesmos, para se certificarem de que possuem a verdade, haverá muitos agora, como antigamente, que se apegarão às tradições, cultuando nem sabem o quê.

Este texto é simplesmente fantástico! Vejamos quatro pontos:

1.      O ideal PARA DEUS é que sempre haja controvérsias, agitações doutrinárias, DEBATES doutrinários (o verdadeiro, não o satânico proibido pela Bíblia e pelo Espírito de Profecia), entre Seu povo. Imaginávamos o contrário; que deveria haver eterna harmonia, a Igreja em “berço esplêndido”, baseado na Unidade...

2.      A Uniformidade não prova que a Igreja esteja mantendo “... com firmeza a sã doutrina”.

a.      Ou está mantendo a sã doutrina sem conhecimento de causa, sem saber “dar razão de sua fé” (isso gera os INTOLERANTES, os inúteis “ADVOGADOS” de Deus, os INQUISIDORES, que mesmo defendendo a Palavra de Deus, como o fazem pelos métodos de Satanás, juntamente com o Diabo arderão nas chamas do inferno, perdendo de gozar este mundo e o porvir);

b.      Ou pode até mesmo estar mantendo uma falsa doutrina pensando ser verdadeira.

3.      Quando há a harmonia plena (“unidade na adversidade”), todo mundo na Igreja crendo a mesma coisa, do mesmo jeito (um credo oficial indiscutível, um “Nisto Cremos”), HÁ RAZÃO PARA TEMER; razão para ter MEDO!!! TEMER o quê?

a.      “... que não estejam discernindo claramente entre a verdade e o erro”.

                                                  i.      O mesmo arrazoado de 2.a;

                                                 ii.      Se não discerne claramente, como pode saber se o que segue é realmente a Doutrina Correta ou se não está seguindo UMA HERESIA, UMA DOUTRINA ERRÔNEA?

4.      Para Deus o ideal é que apareçam “... divergências de opinião que instiguem ...”. Se isso não acontece, os membros da Igreja “... se apegarão às tradições, cultuando nem sabem o quê.” Será uma Igreja de marionetes, “vacas de presépio”.

Queridos anciãos e pastores, respondei sinceramente: é esse tipo de Igreja, formada por “amebas espirituais”, que desejais dirigir?

E o que é pior, não somente estarão defendendo a Verdade usando os MÉTODOS DE SATANÁS, como ainda poderão, em lugar da Verdade, estar defendendo AS DOUTRINAS DE SATANÁS!!!

Testemunhos Seletos, Vol. 2 {42/312/1}

Tem-me sido mostrado que muitos dos que professam a verdade presente, não sabem o que crêem. Não compreendem as provas de sua fé. Não apreciam devidamente a obra para este tempo. Homens que agora pregam a outros, ao examinarem, quando chegar o tempo de angústia, a posição em que se encontram, verificarão que há muitas coisas para as quais não podem dar uma razão satisfatória. Até que fossem assim provados, desconheciam sua grande ignorância. E há na igreja muitos que contam por certo que compreendem aquilo em que crêem, mas que, até surgir uma discussão, ignoram sua fraqueza. Quando separados dos da mesma fé, e forçados a estar sozinhos e expor por si mesmos sua crença, ficarão surpreendidos de ver quão confusas são suas idéias do que têm aceito como verdade. É certo que tem havido entre nós um afastamento do Deus vivo e um voltar-se para os homens, pondo a sabedoria humana em lugar da divina.

SABER DAR RAZÃO DE SUA FÉ. Este é o objetivo de Deus para todo filho Seu.

 

3 – COMO DEUS VÊ O SURGIMENTO DE HERESIA ENTRE SEU POVO

Testemunhos Seletos, Vol. 2 {42/312/2}

Deus despertará Seu povo; se outros meios falharem, introduzir-se-ão entre eles heresias, as quais os hão de peneirar, separando a palha do trigo. O Senhor chama todos os que crêem em Sua Palavra, para que despertem do sono. Tem vindo uma preciosa luz, apropriada aos nossos dias. É a verdade bíblica, mostrando os perigos que se acham mesmo impendentes sobre nós. Essa luz nos deve levar a um diligente estudo das Escrituras, e a um mais atento exame crítico das posições que mantemos. É vontade de Deus que todos os fundamentos e posições da verdade sejam profunda e perseverantemente investigados, com oração e jejum. Os crentes não devem ficar em suposições e mal definidas idéias do que constitui a verdade. Sua fé deve estar firmemente estabelecida sobre a Palavra de Deus, de maneira que, quando o tempo de prova chegar, e eles forem levados perante os concílios para responder por sua fé, sejam capazes de dar uma razão para a esperança que neles há, com mansidão e temor.

Devido a esse estado dormente da Igreja, ATÉ A HERESIA É BEM VINDA PARA DEUS!! Obviamente que não é Ele quem a introduz na Igreja, mas, infelizmente Deus tem que Se valer da HERESIA para despertar Seu povo. Despertar Seu povo para o estudo PROFUNDO das Verdades. Heresias, como a APOSTASIA ÔMEGA, viriam SACUDIR, PENEIRAR, SEPARAR.

 

4 – COMO DEFENDER A VERDADE: COM HONESTIDADE

Testemunhos Seletos, Vol. 2 {42/313/1}

Agitai, agitai, agitai! Os assuntos que apresentamos ao mundo devem ser para nós uma realidade viva. É importante que, ao defender as doutrinas que consideramos artigos fundamentais da fé, nunca nos permitamos o emprego de argumentos que não sejam inteiramente retos. Eles podem fazer calar um adversário, mas não honram a verdade. Devemos apresentar argumentos legítimos, que não somente façam silenciar os oponentes, mas que suportem a mais profunda e perscrutadora investigação. Quanto aos que se preparam para debates, há grande perigo de que eles não lidem com lisura em relação à Palavra de Deus. Ao enfrentar um adversário, deve ser nosso mais sincero esforço apresentar os assuntos de maneira tal que despertemos a convicção em seu espírito, em vez de procurar meramente inspirar confiança ao crente.

Agitai, agitai, agitai! Não escondamos a Verdade. Ainda que seja por meio dos santos debates!

5 – BUSCAR A VERDADE COM TODA PROFUNDIDADE

Testemunhos Seletos, Vol. 2 {42/313/2}

Seja qual for o grande adiantamento intelectual do homem, não pense ele, nem por um momento, que não há necessidade de inteira e contínua indagação das Escrituras em busca de maior luz. Como um povo, somos convidados individualmente ao estudo da profecia. Devemos observar atentamente, a fim de distinguir qualquer raio de luz que Deus nos apresente. Devemos apanhar os primeiros clarões da verdade; e, mediante estudo apoiado pela oração, poder-se-á obter mais intensa luz, a qual poderá ser apresentada aos outros.

Testemunhos Seletos, Vol. 2 {42/313/2}

Quando o povo de Deus está à vontade, satisfeito com a luz que já possui, podemos estar certos de que Ele os não favorecerá. É Sua vontade que eles marchem sempre avante, recebendo a avultada e sempre crescente luz que para eles brilha. A atitude atual da igreja não agrada a Deus. Tem-se introduzido uma confiança em si mesmos que os tem levado a não sentir nenhuma necessidade de mais verdade e maior luz. Vivemos numa época em que Satanás opera à direita e à esquerda, em nossa frente e por trás de nós; e todavia, como um povo, estamos dormindo. Deus deseja que se faça ouvir uma voz despertando Seu povo para a ação.

 

6 –O SURGIMENTO DE HERESIA ENTRE SEU POVO: INSTRUMENTO DE DEUS

Testemunhos Seletos, Vol. 2 {24/153/1}

Diz o salmista: "A cólera do homem redundará em Teu louvor, e o restante da cólera Tu o restringirás." Sal. 76:10. Deus quer que a verdade difícil seja colocada em primeiro plano, tornando-se assim um objeto de estudo e exame, malgrado o desprezo que muitos lhe votem. O espírito do povo precisa ser agitado. Cada contestação, cada censura, cada calúnia será um meio nas mãos de Deus para provocar curiosidade e despertar os espíritos que, de outro modo, continuariam adormecidos.

Querido ancião, querido pastor, é a VONTADE DE DEUS que surjam pontos controversos na sua congregação.

Não se insurja contra o fato; não se ponha em posição de “xerife da Fé” combatendo com mão de ferro a idéia nascente; não seja encontrado LUTANDO CONTRA DEUS!

Na “sua” igreja hão de surgir pontos controversos; alguns absurdos (Jesus foi bebê de proveta não tendo em si nada de Maria, nada do humano – artigo publicado na Revista Adventista!), outros nem tanto.

Portanto, quando em “sua” igreja surgir algum ponto controverso, por mais absurdo que seja, dê graças a Deus. Recorra a Deus em oração e estudo profundo incitando todos na igreja a fazerem o mesmo. Com espírito de amor enfrentai a crise. O senhor aprende, a igreja aprende. Se o ponto for realmente heresia, o mínimo que fazem é fortalecer a igreja e tentar salvar o herético. Se for verdadeiro, o senhor e “sua” igreja terão humildade de espírito para aceitar a Verdade e não rejeitar a Luz vinda diretamente do Trono de Deus. Não chegai ao Juízo com a acusação de que tivestes a Luz a brilhar sobre vós e a rejeitastes!

E como vêem, até mesmo os pontos absurdos devem ser olhados com carinho: de repente não o são... .

 

VIII – O MANUAL DA IGREJA E A EXCLUSÃO DE MEMBROS

Como o Manual da Igreja (MI) trata da exclusão dos membros?

Esta será uma pequena análise de alguns dos seus tópicos.

A versão é o de 2000. Talvez alguma coisa deva mudar agora em 2005.

Façamos uma breve análise do que está escrito como regra no MI e o que acabamos de ver até zqui da vontade revelada de Deus.

 “Disciplina Eclesiástica”. Capítulo 14, páginas 177 a 192.

Ø       “Como Tratar Os Membros Que Erram” (p. 177-178).

Ø       “Buscar a Reconciliação” (p. 178-180).

Esses dois primeiros tópicos são baseados em textos dos Testemunhos que tratam de DEMANDA ENTRE IRMÃOS.

Ø       “A Autoridade Da Igreja” (p. 180).

Os textos dos Testemunhos tratam da independência do membro quanto à Igreja. O único texto que fala em Disciplina Eclesiástica o faz em termos de “DEMANDA ENTRE SEUS MEMBROS”.

Ø       “A Igreja É Responsável Pela Correção de Pecados” (p. 180-181).

Ø       “Os Não Consagrados Resistem À Disciplina da Igreja” (p. 181).

Estes dois tópicos tratam de pecados, “claros erros”, conforme já estudamos.

Ø       “Regras E Regulamentos São Necessários” (p. 182).

Não trata de exclusão.

Ø       “Organizações Não Reconhecidas” (p. 182).

Não traz um único texto, nem da Bíblia, nem dos Testemunhos.

Diz que se “ensinar qualquer doutrina ou mensagem que não estejam em harmonia...” com a IASD, o resultado seria “um espírito faccioso e divisionista, na fragmentação...”(grifos nossos).

ESTE TÓPICO ESTÁ EM TOTAL DESACORDO COM A VERDADE E A REVELADA VONTADE DE DEUS, conforme visto anteriormente. Deus não disse que tal estado gera fragmentação, mas fortalecimento. E Deus mesmo deseja tal estado de coisas na Igreja para mantê-la desperta e em condições de “dar razão de sua Fé”.

Ø       “Salvaguardar A Unidade Da Igreja” (p. 182-183).

Ø       “Conciliação De Dissensões Entre Os Membros” (p. 183-184).

Os textos apresentados tratam de dissensões entre os membros e não tocam em exclusão.

Ø       “Conciliação Das Ofensas Dos Membros Contra A Igreja” (p. 184).

Ø       “Conciliação Das Ofensas Da Igreja Contra Os Membros” (p. 184).

O membro não deve entrar na Justiça Comum contra a Igreja, e vice-versa. Obviamente que é mais fácil que a segunda parte seja cumprida, até mesmo para se dar o exemplo.

Ø       “A Aplicação Da Disciplina” (p. 185).

Ø       “Disciplina Por Censura” (p. 186).

Ø       “Disciplina Por Remoção Do Rol De Membros Da Igreja” (p. 186).

São as regras disciplinares a serem aplicadas, em se tratando de PECADOS GRAVES (o voto de censura e a exclusão).

Ø       “Razões Para A Disciplina Dos Membros” (p. 186-188).

Neste tópico são definidos os 12 (doze) PECADOS GRAVES que motivam a disciplina.

Não traz um único texto, nem da Bíblia, nem dos Testemunhos.

Mas, dos 12 (doze) pecados graves, 9 (nove) estão claramente baseados nos Mandamentos da Lei Divina.

O problema são 3 (três) desses “PECADOS GRAVES”:

8. Adesão ou participação num, movimento ou organização separatista ou desleal. (Ver pág. 182). (Grifos nossos).

Quem já aderiu a movimentos com essas características, já se auto-excluiu da IASD.

A propósito, organizações com essas características os Testemunhos tratam de dois: movimentos sindicais e Maçonaria. Será que é disso que o MI está tratando aqui?

Ademais o texto remete ao tópico: “Organizações Não Reconhecidas”, que no quesito doutrina afronta a vontade de Deus..

 

9. Persistente negativa quanto a reconhecer as autoridades da Igreja devidamente constituídas, ou por não querer submeter-se à ordem e a disciplina da Igreja. (Grifos nossos).

Subentendendo-se que a AUTORIDADE, a ORDEM e a DISCIPLINA da Igreja esteja de acordo com as de Deus, tudo bem.

Mas o texto ficaria melhor com o termo de Deus em lugar de da Igreja.

Quantas vezes já não foram cometidas atrocidades devido ao enunciado acima?

E a Igreja não é infalível. Neste estudo mesmo temos visto que em determinadas situações a IASD está agindo CONTRA a autoridade e vontade Divinas.

Atos Dos Apóstolos {01/11/1b}

Fraca e defeituosa como possa parecer, a igreja é o único objeto sobre que Deus concede em sentido especial Sua suprema atenção.

É a “menina dos olhos de Deus” e geralmente só pensamos em FRACA; mas é também DEFEITUOSA. Não é vacinada contra os erros. É esclarecedor o capítulo 4 de EVENTOS FINAIS, “A Igreja de Deus nos Últimos Dias”. De como a IASD passou por um período de apostasia (A igreja está na condição laodiceana. A presença de Deus não está no meio dela. Pág.49; Isso desses homens se encontrarem num lugar sagrado, para serem como a voz de Deus para o povo, conforme antes acreditávamos ser a Associação Geral - é algo que já passou. Pág. 50 e 51).

Até exilar EGW para a Austrália a IASD o fez! Sendo ela a mensageira do Senhor, isso equivaleu a expulsar ao próprio Deus de Seu meio (por favor, irmãos, guardemos as devidas proporções da coisa: Deus que falava através de sua profetisa).

Tudo bem, a IASD “voltou aos trilhos”. Mas, está vacinada? O MI no quesito Exclusão de membros prova que não! Afronta a Deus!!

1. Negação da fé nos princípios fundamentais do evangelho e nas doutrinas básicas da Igreja ou o ensino de doutrinas contrárias a eles. (Grifos nossos).

Novamente o texto ficaria melhor com o termo da Bíblia em lugar de da Igreja.

Este “mandamento” afronta tudo o que Deus disse ser Sua vontade e Verdade em todos os textos estudados anteriormente.

Equivale à substituição do Sábado pelo domingo pela ICAR.

Corta-se, exclui-se o membro da Igreja por isso, em vez de despertar a Igreja!

Leiamos o Testemunhos Para A Igreja, vol. 3 {36/434-459} – “Unidade na Igreja”

Nesse capítulo EGW está escrevendo para um “irmão B”.

Esse irmão é um VERDADEIRO HERÉTICO. Ataca não somente uma, mas várias doutrinas basilares da IASD. Inclusive ataca a maneira de a IASD ver o SÁBADO!!

No entanto, em momento algum EGW o ameaça de exclusão da Igreja, pelo contrário, aconselha-o!

Em momento algum ela diz que apelará aos líderes para puni-lo, mas exorta-o!

Os demais tópicos do MI (p. 188-192) tratam de questões técnicas de COMO efetuar a disciplina. Com destaque para:

Ø       “O Direito De O Membro Ser Ouvido Em Defesa Própria” (p. 189-190). Diz:

É um direito fundamental de justiça que todo membro tem o direito de ser ouvido em defesa própria, e apresentar provas e testemunhas em seu favor. Nenhuma igreja deve votar a remoção de um membro em circunstâncias que o privem desse direito, se ele quiser exercê-lo. A igreja deverá notificar devidamente o membro da intenção de considerar seu caso, dando-lhe, assim, a oportunidade de apresentar-se em sua própria defesa.

Em se tratando de exclusão por quebra do “primeiro mandamento do MI”, abusos terríveis tem sido claramente cometidos nas igrejas quanto a esse tópico!


 

IX – CONCLUSÃO

  • Só existem duas AUTORIDADES no universo: a do bem (Deus) e a do mal (Satanás).

  • À Igreja Deus deu Sua Autoridade; ela deve agir em Seu Nome, mas adaptando-se a Ele, não o contrário.

  • Na exclusão de membros a IASD age com Autoridade Divina quando exclui por demanda sem solução entre irmãos e pecados graves públicos.

  • Deus não deseja “amebas espirituais” na Igreja. Quem as deseja são as más lideranças (joio semeado por Satanás na IASD) que gostam de manobrar aos outros.

  • Deus não introduz heresias na Igreja, mas vale-Se delas para despertar Sua Igreja.

  • Deus incentiva o debate santo na Igreja para acordá-la e permitir a seus membros (não só a líderes) “SABER DAR RAZÃO DE SUA FÉ”.

  • Deus agiu e sempre age com amor e paciência para com suas criaturas, sempre dando tempo até mesmo para as verdadeiras heresias se desenvolverem. Deus deseja ter tudo sobre uma sólida plataforma.

  • Satanás não tolera a oposição de forma alguma. Impõe sua autoridade pela força e de acordo com seu caráter agem seus súditos. Opõe-se violentamente à Luz e a tacha de HERESIA.

  • A Verdade sempre esteve com os humildes e desprezados, não com os tiranos.

  • Nem sempre a heresia assim o era: em muitos casos era na realidade Nova Luz vinda diretamente do Trono de Deus.

  • Se eu rejeitar a Nova Luz sem querer sequer estudá-la, com base na sabedoria dos outros, ESTOU PERDIDO!

  • Quando a Igreja exclui membros POR DIVERGÊNCIA DOUTRINÁRIA, está descumprindo a claríssima Vontade de Deus. Obviamente não está agindo com Autoridade Divina. Obviamente, está agindo com AUTORIDADE DEMONÍACA, com o CARÁTER DE SATANÁS!!

 

Estude mais uma vez o assunto com calma, pesquisando mais fontes.

Da próxima vez, ao votar em Comissão ou no plenário da igreja, vote com a consciência. Certifique-se de que terá um julgamento em que você será o julgado e que o Juiz fará justiça plena.

Que Deus o abençoe e faça crescer na Sua “Graça e Conhecimento”.

MARANATHA!

 

RETORNAR