Make your own free website on Tripod.com

A DIVINDADE NA CRIAÇÃO

BY Ivanberto Oliveira Souza

 

 

Por volta do ano 350 A.C. o filosofo grego Aristóteles afirmou que a aranha era um inseto e que tinha seis patas. Ninguém questionou a sabedoria deste grande filósofo e por aproximadamente 20 séculos todos haviam acreditado nele, até que um dia o biólogo Lamarck examinou cuidadosamente uma aranha. Surpreso descobriu oito patas e que a aranha não é um inseto, e sim um aracnídeo.

Quando nos perguntam: Quantas pessoas participaram da criação? Naturalmente respondemos três: Pai, Filho e Espírito Santo. Isso acontece porque aprendemos desta forma, quando nos é apresentado um conceito diferente do que aprendemos, por mais correto que ele seja o rejeitamos. Deus em sua palavra nos diz que Seu povo perece por falta de conhecimento, e Paulo nos aconselha a ler de tudo e reter o que é bom; os de Beréia eram mais nobres do que os de Tessalônica porque iam para a bíblia para comprovar se de fato era assim.

Faz-se necessário tomarmos o exemplo dos Bereanos, para não cairmos no mesmo erro dos que acreditaram em Aristóteles sem examinar.

Leiamos em Gênesis 1:1,2.

No princípio, criou Deus os céus e a terra. 2 E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.

Caro leitor gostaria de chamar sua atenção para um fato de suma importância: Quantos seres Divinos você consegue ver nos versos de Gênesis 1:1 e 2? Seguindo o que aprendemos foram três, perceba, o Máximo que podemos achar são dois, claro, considerando o Espírito de Deus que paira sobre as águas como o segundo ser. Sendo assim Moisés ao relatar a criação em Gênesis viu dois seres, o primeiro ele O chama de “Deus”, e o segundo de ”o Espírito de Deus”. Talvez você esteja se perguntando e o Verbo que se fez carne em João 1:1-3 não se faz presente? Calma, chegaremos lá. Se continuarmos a leitura da criação chegaremos em Gen. 1:26.

E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança...”

A quem disse Deus Façamos o homem à nossa imagem? Quantas pessoas estavam presentes? Normalmente a resposta é: Ao Filho e ao Espírito Santo, formando assim a trindade. Se esta foi a sua Resposta, observe que o texto é claro em não revelar a quantidade de pessoas, mas somente relata uma pluralidade. Não podemos afirmar que são três, pois, poderia ser quatro, quinze ou até mesmo infinito por não especificar um número. De que forma podemos achar o número exato de pessoas? É simples, observe que Gen. 1:26 é a continuação de Gen.1:1,2, aonde Moisés revela dois Seres Divinos sendo o 1° Deus e o 2° o Espírito de Deus. Fica claro que quando Deus disse Façamos Ele falava diretamente para o Segundoo Espírito de Deus somente. No façamos só se fazia presente duas pessoas Divinas e não três.

Passemos a analisar João 1:1-3.

“No princípio, era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. 2  Ele estava no princípio com Deus. 3  Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez”.

Nos versos acima o apóstolo João é enfático ao relatar a criação. Observe que ele é muito claro em especificar que no princípio só havia duas pessoas assim como Moisés o fez, e não três. João 1:1-3 está confirmando o que Moisés havia revelado. Um profeta verdadeiro jamais poderá contradizer o outro. A preocupação de João é identificar quem estava no princípio com Deus, ele O descreve como o Verbo de Deus, o qual Moisés o descrevera como o Espírito de Deus, não podemos enxertar o texto de João 1:1-3 em Gen. 1:1,2 e 26, para afirmar que na criação eram três, o Pai, o Filho e o Espírito. João 1:1-3 não é uma complementação de Gen.1:1,2 e 26 e sim uma confirmação ao relato do profeta Moisés, ambos falam do mesmo assunto (o princípio da criação de Deus), e revelam a mesma quantidade de pessoas, o Primeiro como Deus e o segundo como o Espírito de Deus e por João o Verbo de Deus.

Como já disse, um Profeta verdadeiro não pode contradizer o outro, porque se assim fizessem não seriam verdadeiros. Um bom Adventista do Sétimo Dia, que crer no dom de profecia que foi dado por Deus a esta igreja através de Sua serva Ellen G. White, faz jus verificarmos qual a posição dela nesta questão.

“O Soberano do Universo não estava só em Sua obra de beneficência. Tinha um companheiro - um cooperador que poderia apreciar Seus propósitos, e participar de Sua alegria ao dar felicidade aos seres criados. "No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus." João 1:1 e 2. Cristo, o Verbo, o Unigênito de Deus, era um com o eterno Pai - um em natureza, caráter, propósito - o único ser que poderia penetrar em todos os conselhos e propósitos de Deus.” – Patriarcas e profetas,pág.9.[33,34].

Pai e Filho empenharam-Se na grandiosa, poderosa obra que tinham planejado - a criação do mundo. A Terra saiu das mãos de seu Criador extraordinariamente bela... Depois que a Terra foi criada, com sua vida animal, o Pai e o Filho levaram a cabo Seu propósito, planejado antes da queda de Satanás, de fazer o homem à Sua própria imagem. Eles tinham operado juntos na criação da Terra e de cada ser vivente sobre ela. E agora, disse Deus a Seu Filho: "Façamos o homem à Nossa imagem." Gên. 1:26. História da Redenção, pág. 20-21.

O Pai operou por seu Filho na criação de todos os seres celestiais. ‘Nele foram criadas todas as coisas... sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades; tudo foi criado por Ele e para Ele.’ Col. 1:16. – Patriarcas e Profetas, pág.11, [34].”

A Adão em sua inocência fora assegurada comunhão, direta, livre e feliz, com seu Criador. Depois de sua queda Deus se comunicaria com o homem mediante Cristo e os anjos. – Historia da Redenção;  Pág. 51 – CPB, Santo André – S P.

 

EGW confirma que:

1.       Deus só “Tinha um companheiro - um cooperador” e não dois.

2.       Que Ele era um com o Pai, em natureza, caráter e propósito.

3.       O único ser que poderia penetrar em todos os conselhos e propósitos de Deus.

4.       Pai e Filho foram os que planejaram a criação do mundo.

5.       Deus tinha dito “façamos o homem a nossa imagem”, para o segundo ser que foi visto por Moisés e João, Seu Filho, o único companheiro em todos os Seus projetos.

6.       Que toda criação foi feita por Deus através de Seu Filho.

7.       Deus se comunicaria com a raça humana depois do pecado através de Cristo e os anjos.

 

Vejamos outros textos da bíblia que falam desses dois Seres relatados por Moisés, João e Ellen White, e a unidade existente entre Eles. Todos os textos abaixo foram proferidos por Jesus.

 

Mateus 11:27

“Todas as coisas me foram entregues por meu Pai; e ninguém conhece o Filho, senão o Pai; e ninguém conhece o Pai, senão o Filho e aquele a quem o Filho o quiser revelar”.

 

João 14:6.

    “Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim”.

   

    João 10:30.

     “Eu e o Pai somos um”.

    

    João 17:3.

   “E a vida eterna é esta: que conheçam a ti só por único Deus verdadeiro e a Jesus Cristo, a quem enviaste”.

 

Ellen G. White:

Agora, como nunca antes, precisamos compreender a verdadeira ciência da educação. Se deixarmos de compreender isso, jamais teremos lugar no reino de Deus. "E a vida eterna é esta: que conheçam a Ti só por único Deus verdadeiro e a Jesus Cristo, a quem enviaste." João 17:3. Se é esse o preço do Céu, não deveria então nossa educação ser conduzida nessas linhas?  Mente Caráter e Personalidade Vol.1 pg.53.

A ciência da salvação da alma humana é a primeira lição da vida. Nenhuma linha de literatura ou educação em conhecimento livresco deve tornar-se supremo. Mas conhecer a Deus e a Jesus Cristo, a quem Ele enviou, é vida eterna.  Mente Caráter e Personalidade vol.1 pg.358.

O apóstolo [Paulo] sentia-se responsável em grande medida pelo bem-estar espiritual dos que se convertiam por seus labores. Seu desejo era que crescessem no conhecimento do único verdadeiro Deus, e de Jesus Cristo, a quem Ele enviouServiço Cristão, pg.71

Os apóstolos se esforçaram por comunicar a esses idólatras o conhecimento de Deus, o Criador, e de Seu Filho, o Salvador do gênero humano. Atos dos Apóstolos pg.180

O conhecimento de Deus e de Jesus Cristo expresso no caráter é uma exaltação acima de tudo o mais, e a que tanto na Terra como no Céu se dá valor. É de todas a mais elevada educação. É a chave que abre os portais da cidade celestial. É desígnio de Deus que todos os que se revestem de Cristo possuam este conhecimento. Conselhos Sobre Educação pg.247

Veja as declarações feitas por João em seu livro o Apocalipse a respeito dos dois Seres que ele e Moisés revelaram em Gênesis a quem devemos adoração.

“Então, ouvi que toda criatura que há no céu e sobre a terra, debaixo da terra e sobre o mar, e tudo o que neles há, estava dizendo: Àquele que está sentado no trono e ao Cordeiro, seja o louvor, e a honra, e a glória, e o domínio pelos séculos dos séculos. E os quatro seres viventes respondiam: Amém; também os anciãos prostraram.” - Apocalipse 5:13-14.

“Depois destas coisas, olhei, e eis aqui uma multidão, a qual ninguém podia contar, de todas as nações e tribos, e povos, e línguas, que estavam diante do trono, e perante o Cordeiro, trajando vestidos brancos e com palmas nas suas mãos. E clamavam com grande voz, dizendo: Salvação ao nosso Deus, que está assentado no trono, e ao Cordeiro. E todos os anjos estavam ao redor do trono, e dos anciãos, e dos quatro animais, e prostraram-se diante do trono, sobre os seus rostos, e adoraram a Deus, Dizendo: Amém. Louvor, e glória, e sabedoria, e ação de graças, e honra, e poder, e força ao nosso Deus, para todo o sempre. Amém.” Apocalipse 7:9 – 12.

Temei a Deus e dai-lhe glória, pois é chegada a hora do seu juízo; e adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas.” - Apocalipse 14:7.

 

A quem Adão e Eva adoravam no jardim do Éden antes de pecarem? Ellen White responde.

“Chegara a hora dos alegres e felizes cânticos de louvor a Deus e a Seu amado Filho. Satanás havia dirigido o coral celestial. Sempre entoava a primeira nota, e então toda a multidão angélica se unira a ele, fazendo com que gloriosos acordes musicais ressoassem pelos Céus em honra a Deus e Seu querido Filho. ... Aproximava-se a hora da adoração, quando resplandecentes e santos anjos se ajoelhavam diante do Pai. Não mais se uniria ele [Satanás] ao cântico celestial. Nunca mais se ajoelharia em reverente e santo temor diante da presença de Deus eterno. ... - The Spirit of Prophecy, vol. 1, págs. 28 a 30.”

“Não é aos homens que devemos exaltar e adorar; é a Deus, o único Deus verdadeiro e vivo, a quem são devidos nosso culto e reverência... Unicamente o Pai e o Filho devem ser exaltados...”   The Youth's Instructor, 7 de julho de 1898. -- Filhos e Filhas de Deus, MM 1956, 21 de fevereiro, pág. 58

Os anjos uniram-se a Adão e Eva em santos acordes de harmoniosa música, e enquanto seus cânticos ressoavam cheios de alegria pelo Éden, Satanás ouviu o som destas melodias de adoração ao Pai e ao Filho. Ouvindo-as, sua inveja, ódio e malignidade aumentaram, e ele expressou a seus seguidores a ansiedade de incitá-los [Adão e Eva] à desobediência. - The Spirit of Prophecy, vol. 1, págs. 34 e 35.”

Adão e Eva estavam encantados com as belezas de seu lar edênico. Eram deleitados com os pequenos cantores em torno deles, os quais usavam sua brilhante e graciosa plumagem, e gorjeavam seu feliz, jubiloso canto. O santo par unia-se a eles e elevava sua voz num harmonioso cântico de amor, louvor e adoração ao Pai e a Seu amado Filho pelos sinais de amor ao seu redor. Reconheciam a ordem e a harmonia da criação, que falavam de sabedoria e conhecimento infinitos”. (História da Redenção. 3ª Santo André – SP, CPB, 1973. p. 22,23.).

Adão e Eva asseguraram aos anjos que nunca transgrediriam o expresso mandamento de Deus, pois era seu mais elevado prazer fazer a Sua vontade. Os anjos associaram-se a Adão e Eva em santos acordes de harmoniosa música, e como seus cânticos ressoassem cheios de alegria pelo Éden, Satanás ouviu o som de suas melodias de adoração ao Pai e ao Filho. E quando Satanás o ouviu, sua inveja, ódio e malignidade aumentaram, e expressou a seus seguidores a sua ansiedade por incitá-los (Adão e Eva) a desobedecer, atraindo assim sobre eles a ira de Deus e mudando os seus cânticos de louvor em ódio e maldições ao seu Criador”. (Ibidem. p. 31.).

 

Amigo leitor, mais claro que isto só na eternidade, mas lembre-se que a nossa salvação depende unicamente em conhecer apenas duas pessoas: Jesus e Deus, e não três.

Que Deus nos conceda esta graça e que voltemos às origens de um louvor e adoração ao Deus verdadeiro e a Seu Filho.

ivanberto_ios@yahoo.com.br

 

NOTA no Tempo do Fim: Cremos que as Escrituras são mais do que suficiente para nos ensinar doutrinas e principalmente sobre o entendimento da divindade! Temos severas restrições aos textos de EGW (e dos pioneiros por também crerem em doutrinas que não são bíblicas tais como as 2.300 tardes e manhãs, juízo investigativo, mil anos nos céus, etc. portanto, também estes NÃO estavam com a Verdade!) e só os usamos para derrubar afirmações de seus próprios escritos... Neste estudo, o autor não tem estas restrições, exercendo assim o seu livre arbítrio...

 

RETORNAR