Make your own free website on Tripod.com

2300 Dias Simplificadíssimo

ATUALIZADO EM 17-08-2006

 

Do período de 2.300 dias de Daniel 8:14 não se pode tirar 490 anos (70 semanas - Daniel 9:24-27) uma vez que esta profecia (das Setenta Semanas) veio como explicação a Daniel que não compreendera a  visão das tardes e manhãs (Daniel 8:26-27).  As 2300 tardes e manhas estão contidas dentro dos 490 anos....  

Em 457 foi feito o decreto que era o marco da profecia dos 490 anos (Daniel 9:25), que continham as 2300 tardes e manhãs, sendo que após 7 semanas e 62 semanas, ou seja, 69 semanas, após as 69 semanas, na última seria morto o ungido (Dan 9:26), ou seja, após os 483 anos (69 semanas = 7+62), Cristo deveria morrer. 

Em Daniel 9:27 vemos que a morte deveria ocorrer na metade da última semana, após as 69 semanas, ou seja, no meio da 70ª semana, Cristo morreria.  Jesus morreu na metade da última semana, no ano 31, sendo que o final dos 490 anos se deu 3,5 anos após a morte de Cristo.

Em Daniel 9:24 lemos: “Setenta semanas estão decretadas sobre o teu povo, e sobre a tua santa cidade, para fazer cessar a transgressão, para dar fim aos pecados, e para expiar a iniqüidade, e trazer a justiça eterna, e selar a visão e a profecia, e para ungir o santíssimo.

 

Na tabela acima vemos os 490 anos que foram dados ao povo judeu para que tomasse sua posição em relação a ser continuar sendo o povo-nação de Deus ou não. Eles rejeitaram o Messias e seu enviado.  No ano 34 se consolidou a rejeição do povo de Deus a Jesus e seu ministério.

Portanto, em realidade, é das 490 semanas que tiramos as 2.300 tardes e manhãs, sendo esta a última semana dada ao povo judeu para que decidisse sua posição diante de Deus, como nação, aceitando ou não seu filho Jesus. (Daniel 9:26 – uma semana profética = sete anos literais = 2.520 dias literais

(Para ver da rejeição do filho de Deus no final dos 490 anos, ler Marcos 8:31; Lucas 9:22;  17:25;  Mateus 27:25)  -  Jesus disse que ‘o tempo está cumprido’ – Marcos 1:15. Jesus cumpriu esse tempo. (A Pedra que os Edificadores Judeus rejeitaram, Cristo.. (Atos 4:11 - I Pedro 2:7).

Após esse período dado ao povo de Deus, ao Isael Literal daquela época, seria ungido (consagrado, purificado) o Santo dos Santos no Santuário Celestial  (Daniel  9:24).

 

O cálculo das 2300 tardes e manhãs:

A lei e os profetas vigoraram até João; desde então é anunciado o evangelho do reino de Deus, e todo homem forceja por entrar nele”. (Lucas 16:16) – Esse é o marco do início da pregação do reino de Deus.

O Ano Judaico tem 360 dias, 7 anos (1 semana profética) x 360 dias =  2.520 dias.  Vamos pegar a última semana, a qual os acontecimentos principais deveriam ocorrer.

6 meses de diferença entre os dias que João começou pregar e Jesus não pregou  = 180 dias (6 x 30 dias). 

Ultima semana, semana da pregação do reino de Deus, da voz que clama no deserto (João Batista – Mateus 3:3; João 1:23) e do ministério de Cristo, sendo que João começou a pregar 6 meses antes de Jesus, na última semana.

Dos 2.520 dias tiramos os dias em que Jesus não pregou, ou seja: 180 dias de diferença de idade entre Ele e João Batista, teremos então 2520 – 180 =  2340 dias.

Dos 2340 dias,  tiramos os 40 dias que Jesus ficou no deserto:

Temos então:  2340 – 40 = 2300 dias...

Temos aí então os 2.300 dias da anunciação por João Batista do ministério de Cristo até o final de sua obra de Salvação, sendo aceito por Deus e Glorificado no Céu e purificado o Céu da presença de Satanás, sendo expulso do céu o acusador,  e limpo o santuário celestial.  –  (Apoc 12:07-09 – Jesus Venceu na cruz e após sua ascensão, no céu, expulsou satanás de lá), e se assentou a direita de Deus (Hebreus 10:12-13).

E, portanto, as 2300 tardes e manhãs, representam o ministério terreno de Jesus (começando após João Batista na última semana dos 490 anos) e o Ministério Celestial no Santuário Celeste, simultâneo à rejeição final do povo judeu,  especialmente a última semana das 70 semanas de anos.   No final da última semana, com a vitória celeste de Cristo “para expiar a iniqüidade, e trazer a justiça eterna, e selar a visão e a profecia, e para ungir o santíssimo”. (Daniel 09:24), o santíssimo celestial fora purificado de Satanás, que foi expulso de lá.

Temos então dos 2300 dias, findando juntamente com a última semanas das 70  è 180 dias do inicio da pregação de João até a Unção ou batismo de Jesus

   40 dias de Jesus no deserto

   2300 dias do inicio do ministério de Cristo até a purificação do Santuário Celestial em 34, após sua ascensão,

Jesus morreu no meio da semana, ou seja, faltando 1260 dias para terminar os 2300 dias -

Satanás foi definitivamente expulso do céu neste dia, no final dos 2300 dias, quando da entrada de Jesus no santo dos santos (Hebreus 9:12) e paralelamente, na mesma data do final das 70 semanas e rejeição dos judeus como povo ou nação de Deus.   Com a expulsão de Satanás do céu e a rejeição do povo judeu ao messias, começou a perseguição aos cristãos por parte dos judeus e romanos instigados por Satanás (Atos 9:14; 12:03; 16;19)

O povo judeu rejeitou definitivamente a Cristo também nesta data, apesar da misericórdia, com a separação entre os cristãos e os judeus, e a perseguição aos cristãos pelos judeus. Na metade da semana (Daniel 9:27), Cristo foi morto, e ao completar os 2300 dias do início (que começou na terra) ao final (terminou no céu com entrada de Cristo no segundo véu do santuário ou no santíssimo – Hebreus 09:27; 10:20) de seu ministério o Santuário Celestial foi purificado e Satanás Expulso do Céu.

O Livro de Hebreus explica a entrada de Cristo no Santos dos Santos, de uma vez por todas, tendo ele obtido eterna redenção. (Leia Hebreus 09:12; 01:03; 10:12-13;  e 10:19-22 compare com Daniel 09:24). O Apocalipse explica a expulsão de Satanás do Céu (Apoc 12:07-09), limpando o céu da presença do acusador dos irmãos (ver Jó 1:06-12 comparar com Apoc 12:10 e Lucas 10:18).

NOTA NO TEMPO DO FIM: Observe que isto só foi possível devido a Jesus ter vencido na cruz (Vs 11 nos mostra que o venceram com o sangue do Cordeiro) e isto também não aconteceu imediatamente após a ascensão de Jesus pois a morte do Messias ocorreu na metade da última semana e DEUS dera aos judeus, 70 semanas COMPLETAS (Dan 9:24, 25)...

Isto posto,  implica na não existência de um juízo investigativo, como pregam alguns, visto a profecia ter-se cumprido em Cristo, e Deus ser onisciente e conhecer os que lhe pertencem (Leia Hebreus 10:14-18; João 05:24; Apoc 03:21; João 10:14; II Tim 2:19).. – Jesus se encontra à direita de Deus – (Hebreus 10:12-13; 12:02)

 

NOTA NO TEMPO DO FIM: Porque as 2.300 tardes... não representam 2.300 anos? Pelo simples fato que não se aplica duas regras de interpretação para o mesmo símbolo. Aqui temos a primeira interpretação, segundo a semana da criação (Gen 1:3-5), transformamos as tardes e manhãs em dias literais. Agora, pegar este mesmo produto (dias literais e aplicar outra regra para agora transformá-los em ano, isto é inconcebível... Seria o mesmo que lermos que o leão simboliza Babilônia (Dan 7:4) e como o Apocalipse 5:5 nos mostra outro LEÃO, chegarmos à conclusão de que Jesus significa Babilônia!!!

Ao que vencer, lhe concederei que se assente comigo no Meu trono, assim como Eu venci e Me assentei com Meu Pai no Seu trono. Apoc 3:21
 

 

VEJA este estudo na Integra!

 

RETORNAR