Make your own free website on Tripod.com

CENTO E CINCO “NÃO VERDADES” DO LIVRO A TRINDADE - CASA

By Marcos Avellar do Nascimento

 

(Este material foi enviado para o Pres. da DSA, Dir. Geral da CASA, Pres. da UEB e Pres. da ARJ Sul em 27.03.06, via correio, onde solicitei que fossem apontados os erros, os equívocos e falhas no que escrevi a seguir.)

 

Introdução

 

Terminei de ler recentemente o livro A Trindade, Casa, 2003. A principal proposta do livro é mostrar que Jesus é plenamente divino, ou seja, tão ilimitado quanto Deus. No que se refere à personalidade do E. S. o livro não embasa biblicamente muito esse ponto, até mesmo porque o E. S. não é uma 3ª “pessoa” de acordo com toda a Bíblia (Leia 250 Respostas Bíblicas à Doutrina da Trindade).

Se prestar bem atenção, verá que o subtítulo do livro “Como entender os mistérios da pessoa de Deus na Bíblia e na história do cristianismo”, você chegará à triste e lógica conclusão que para os autores (um é Mestre e dois são Doutores em Teologia), a Bíblia não é mais a principal fonte de compreensão sobre Deus. Para entendê-Lo, segundo eles, é preciso recorrer também à história do cristianismo, ou seja, à tradição. Qual a igreja que colocou a tradição acima da Bíblia? A Igreja Católica (A Trindade, p. 195 – última linha, Casa, 2003). Os pastores adventistas, doutores da lei, se tornaram grandes advogados da tradição católica! Que tristeza!

No que se refere ao conhecimento da Palavra de Deus, o livro é muito ruim porque apresenta várias “não verdades” (para usar uma expressão politicamente correta que substitui a palavra mentira), que são anuladas pela Bíblia e também pelas mensagens que Deus deu a E. G. White. Quanto à história da IASD ele é péssimo porque ousa defender, propagar e divulgar a principal doutrina do Catolicismo (Ver Catecismo Católico, pág. 66, Vozes, 1993), a igreja identificada como a besta que emerge do mar (Apoc. 13:1 a 10), além de ser a grande prostituta, mãe de todas as meretrizes (Apoc. 17). E é buscando também distorcer as mensagens do livro do Apocalipse que é atingido o maior número de “não verdades”: 23 somente referentes ao Apocalipse (capítulo 5 do livro A Trindade: da pág. 89 à pág. 104). A que ponto chegamos: a igreja que Deus levantou para resgatar e restaurar as doutrinas lançadas por terra pelo papado, desde 1980 (A Trindade, p. 10, Casa, 2003), aceitou oficial e plenamente a maior doutrina e o maior ensinamento de Babilônia. E qual a primeira crença confessada por quem se batiza hoje na IASD? Você já sabe. Não sabe? A crença na trindade (primeira crença do voto batismal).

Em qual período da História foi desenvolvida a doutrina da trindade? Em 325 d.C. no Concílio de Nicéia e no Concílio de Constantinopla que aconteceu em 381 d.C. Referindo-se a esse período, veja o que o respeitado Pr. Alejandro Bullón, em seu livro O Terceiro Milênio (capa azul), na pág. 41 (último parágrafo) e início da pág. 42 (período correspondente ao Cavalo Vermelho) escreveu: “Naquele período, a igreja cristã passou a ter conflitos internos por causa de doutrinas estranhas que pretendiam misturar-se às verdades bíblicas. Entre as doutrinas em conflito, podemos mencionar: o pecado original, a Trindade, a natureza de Cristo, o papel da virgem Maria, o celibato e a autoridade da igreja”. Como você, também estou querendo saber se o Pr. Bullón acredita ou não na doutrina católica da trindade!

Preocupada com as mudanças que aconteceriam na IASD após a sua morte que ocorreu em 1915, E. G. W. escreveu orientada por Deus, várias advertências, tais como: “Satanás estabeleceu seus planos para solapar a nossa fé na história da causa e obra de Deus. Estou profundamente ansiosa ao escrever isto. Satanás está agindo com homens em posições de destaque para eliminar os fundamentos de nossa fé. Permitiremos que isso seja feito, irmãos?” Review and Herald, vol. 19 de novembro de 1903. “Os princípios da verdade que Deus na sua sabedoria tem dado à igreja remanescente seriam descartados. Nossa religião seria mudada. Os princípios fundamentais que tem sustentado a obra nos últimos 50 anos seriam tidos como erro. Uma nova organização seria estabelecida. Livros da nova ordem seriam escritos. Um sistema de filosofia intelectual seria introduzido”. (Selected Messages, Book 1, pages 204, 205). Tem havido muitos traidores disfarçados no acampamento, e Cristo conhece a cada um deles. Deus tem sido desonrado por súditos desleais que, caso Cristo estivesse hoje na terra em forma humana, bradariam: ‘Crucifica-O, crucifica-O’. Homens que poderiam ter permanecido na clara luz, realizando corajoso serviço como ministros do evangelho e médicos missionários, têm estado aceitando falsas teorias e sofismas; que se origi­naram com o pai das mentiras, todavia eles não reconhecem que mudaram". Testimonies, Série B, § 7, pp. 13-16 (20.11.1905). “Que ninguém busque derrubar os fundamentos de nossa fé, fundamentos que foram estabelecidos no princípio de nossa obra mediante estudo da Palavra com oração e por revelação. Sobre esses fundamentos temos estado edificando pelos últimos cinqüenta anos. Os homens podem supor que encontraram uma nova maneira de lançar um fundamento mais forte do que esse que foi lançado. Outro fundamento nenhum homem pode lançar além do que foi lançado”. Testimonies, vol. 8, p. 297.1

Estudar uma doutrina que foi desenvolvida aproximadamente 300 anos depois da morte e ressurreição de Cristo é descobrir que:

Quanto à Bíblia:

1.     É abandonar o Assim diz o Senhor. Ageu 2:6.

2.     É fundamentar-se na tradição dos homens e não na Palavra de Deus. Atos 5:29.

3.     É aceitar a principal doutrina do Catolicismo (Catecismo Católico, p. 66, Vozes, 1993), a igreja identificada como a besta que emerge do mar, conforme Apoc. 13:1 a 10 e a grande Meretriz de acordo com Apoc. 17:5.

4.      É contaminar-se com o vinho de Babilônia. Apoc. 17:2.

5.      É dar personalidade ao Espírito de Deus e dizer que “ele” é uma 3ª “pessoa” quando toda a Palavra de Deus não faz isso (Leia 250 Respostas Bíblicas à Doutrina da Trindade), e nem os escritos de E. G. White.

6.      É dizer que há igualdade entre a Divindade (Deus, Jesus e E. S.) quando toda a Bíblia não ensina assim (idem).

 

Quanto à História Eclesiástica:

1.       Os apóstolos de Jesus e os primeiros cristãos não criam nela.

2.      Foi desenvolvida por bispos católicos a partir de 325 d.C. no Concílio de Nicéia e concluída em 381 d.C. no Concílio de Constantinopla.

 

Quanto à História da IASD:

1.       A maioria dos pioneiros era antitrinitariana (Em busca de Identidade, p. 16, Casa, 2005).

2.      E. G. W. nunca utilizou o termo trindade nas milhares de palavras que escreveu e nunca combateu ou criticou seus contemporâneos (pioneiros da IASD) que escreveram contra a trindade, inclusive seu marido, apesar de ter vindo de uma igreja que crê em trindade (Igreja Metodista).

3.      A primeira vez que a palavra trindade aparece nos livros oficiais da igreja, os Year Books, onde a igreja “publicava” suas crenças fundamentais, é em 1931, 16 anos depois da morte de E. G. W.

4.      A IASD nunca conseguirá explicar porque só aceitou oficial e plenamente a doutrina da trindade há apenas 26 anos atrás, ou seja, em 1980 (65 anos depois da morte de E. G. W.), na Conferência Geral de Dallas – EUA (A Trindade, p. 10, Casa, 2003), quando em 1844, essa heresia já tinha mais de 1500 anos de existência.

 

A seguir, veja as “não verdades” que podem ser desconsideradas, utilizando a Bíblia e os escritos revelados por Deus a E. G. White. Gostaria de ficar apenas com as Sagradas Escrituras, mas como os autores usaram alguns textos “da serva” do Senhor, é necessário mostrar outras mensagens dela que eles omitiram propositalmente para fazer com que os leitores creiam naquilo que está no livro.

Quando aparecer um ponto de exclamação (!) é alguma observação importante e quando houver um ponto de interrogação (?) é algo que não ficou claro diante do que os autores escreveram. Gostaria de digitar todos os versículos bíblicos citados abaixo, mas devido ao espaço, não foi possível. Portanto, por favor, ore e pegue a sua Bíblia!

 

Nº da Não Verdade

 

Localização

 

Refutação / Observação

!

Capa do livro

Apesar da bonita capa, o resultado de se crer numa trindade são dunas de areia ou um deserto e ainda com uma depressão (buraco). Veja bem na parte debaixo da capa (parte azulada). Apesar de existir vida no deserto, na maioria das vezes ele está associado a vazio, solidão e morte. Deus é muito maravilhoso! Até onde não precisava, Ele mostra o que não vem dEle. João 17:4 e 5.

Capa – subtítulo “Como entender os mistérios...”

Paulo fala que o mistério de Deus – Cristo, foi revelado: Col. 1:24 a 27 e     2:1 a 3.

Contracapa – 2º parágrafo

Não há base bíblica para uma doutrina politeísta (Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo): I Cor. 8:5 e 6. Leia o que Deus revelou também a E. G. W.: “Cristo é chamado a Palavra de Deus, João 1:1 a 3. Ele é assim chamado porque Deus deu a Sua revelação ao homem em todas as épocas através de Cristo. Ele é o Espírito que inspirou os profetas. I Pedro 1:10, 11. Ele foi revelado como o Anjo de Jeová, o Capitão das hostes do Senhor, o Arcanjo Miguel”. Patriarchs and Prophets, pág. 761 – parágrafo 5. Veja que o livro do Apocalipse diz exatamente isso: Apoc. 22:6 e 16, 3:1 e 1:16 a 20.

Contracapa (capa detrás)

Os livros onde inicialmente eram impressas as crenças oficiais da igreja (Year Books) provam que a primeira vez que aparece a palavra trindade foi em 1931, 16 anos após a morte de E. G. W. Quando Deus começou levantar a IASD em 1844, a doutrina católica da trindade já existia há mais de 1500 anos. Leia em Col. 1:13 a 20, o que Deus revelou ao apóstolo Paulo. Sobre o relacionamento entre Deus e Jesus, veja o que E. G. W. escreveu: “Antes da entrada do pecado entre os anjos: Cristo a Palavra, o unigênito de Deus era um com o eterno Pai, - um na natureza, no caráter e em propósito, - o único Ser no universo que podia participar dos conselhos e propósitos de Deus. Por Cristo, o Pai efetuou a criação de todos os seres celestiais”. O Grande Conflito pág. 493.

?

Contracapa – rodapé

O que é um candidato a Ph.D.? Significa que ele tem mestrado, quer fazer doutorado ou que ele é doutorando?

!

Ao longo do livro: o símbolo da trindade.

1º Estabelece uma hierarquia (Deus Pai é maior), quando a própria doutrina da trindade diz que há igualdade entre Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo. 2º O Espírito de Deus é uma ave, um animal? (Leia 250 Respostas Bíblicas à Doutrina da Trindade). Rom. 1:23: “E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, bem como de aves, quadrúpedes e répteis”.

!

Pág. 9 – 1º ao 3º parág.

Busca comparar os A. S. D. que provam que a doutrina católica da trindade não é bíblica com as Testemunhas de Jeová, objetivando criar no leitor uma antipatia contra os antitrinitarianos (a mesma coisa é feita na p. 67 – último parágrafo e metade da p. 68).

Pág. 9 – 4º p.

Usar o termo Divindade (Deus, Jesus Cristo e Espírito Santo) como sinônimo de trindade (Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo). Rom. 8:9.

?

Pág. 9 – 3º p. e outros

Meu ministério”: utilização da 1ª pessoa do singular quando o livro foi escrito por três pessoas. Três pessoas! Mera coincidência?

!

Pág. 10 – 2º p.

LEIA A CONFISSÃO DA MUDANÇA POR PARTE DOS AUTORES LOGO NO COMEÇO DO LIVRO: “... a visão trinitariana da Divindade veio a tornar-se o ponto de vista padrão pelo menos a partir da década de 1940, se não antes”. Ou seja, depois da morte dos pioneiros. E. G. W. faleceu em 1915. E a palavra trindade aparece oficialmente a partir 1931, no Year book daquele ano. E oficial e plenamente a aceitação da trindade por parte da IASD só aconteceu na Conferência Geral de Dallas – 1980 (p. 10), ou seja, 1600 depois do surgimento dessa heresia católica.

Pág. 11 – 2º p.

A igreja aceitou amplamente a Trindade”. Qual igreja? Não a Igreja que Deus levantou ao chamar os pioneiros. E. G. W. escreveu que nenhum alfinete deveria ser mudado (Review and Herald – 05.05.1905). E a doutrina da Trindade só foi aceita plena e oficialmente em 1980 na Conferência Geral de Dallas (A Trindade, pág. 10). II João 9. Leia a confissão do erro por parte dos autores que está na p. 221 do livro e que reproduzo na pág. 20.

!

Pág. 12 – 2º p.

John Nevins Andrews (1829 – 1883) – não aceitava a trindade. Veja o que ele escreveu: “A doutrina da trindade foi estabelecida na igreja pelo Concílio de Nicéia em 325 AD. Essa doutrina destrói a personalidade de Deus e seu Filho Jesus Cristo, nosso Senhor. A forma infame como foi posta à igreja aparece nas páginas da história eclesiástica, que causa aos que acreditam na doutrina o corar de vergonha”. J. N. Andrews – Review and Herald - 06.03.1855.

!

Pág. 13 – 4º p.

O livro Evangelismo foi editado em 1940, ou seja, 25 anos depois da morte de E. G. W. que não pôde revisá-lo. Leia mais à frente uma citação do marido (contra a trindade) e uma do filho dela (contra a personalidade do E. S.).

Pág. 14 – 2º p.

O E. S. não é uma 3ª “pessoa” por vários motivos. Aqui destaco a não existência do trono dele (E.S.) no livro do Apocalipse (Apoc. 3:20 e 21, 7:14 a 17, 22:1 a 3), além dos escritores bíblicos “o” ilustrarem como um símbolo impessoal: pomba (Mat. 3:16), fogo (Mat. 3:11), vento (João 3:8), línguas de fogo (Atos 2:3), dom (Atos 8:20), óleo de alegria (Heb. 1:9), 7 tochas de fogo (Apoc. 4:5), 7 olhos do Cordeiro (Apoc. 5:6 e 7), etc.

Pág. 14 – últ. Parágrafo e em várias partes do livro

Tentar levar o leitor a achar que quem não aceita a trindade, não aceita também a divindade de Cristo. Jesus é tão ilimitado quanto Deus O Pai é. E é tão divino quanto Deus é. Heb. 1:9 e João 8:58. Leia também em João 5:19 o que Jesus disse que pode fazer.

Pág. 13e 15

Na pág. 13, no 3º p.: ”... este livro começará com as evidências bíblicas”. E a seguir, citam E. G. W. (4º p. da pág. 13 e citações dela na pág. 15). Toda exposição sobre Deus precisa começar com a Palavra dEle, conforme E. G. W. escreveu que nossa única regra de fé é a Bíblia (Grande Conflito – cap. 37 – Nossa única salvaguarda). Salmos 119:105.

Pág. 15 – 1º p.

Os autores não mostraram em nenhum lugar do livro que E. G. W. escreveu: “Impedido pela humanidade, Cristo não poderia estar em todos os lugares pessoalmente, então foi para a vantagem deles (os discípulos) que Ele deveria deixá-los ir para o Pai, e enviar o Espírito Santo para ser o Seu sucessor na terra. O Espírito Santo é Ele mesmo despido da personalidade da humanidade e independente dela. Ele Se representaria como estando presente em todos os lugares pelo Seu Espírito, como o Onipresente...” Manuscripts Releases Vol. 14, pág. 7. Esta citação original de E. G. W. que está em Manuscripts Releases Vol. 14, pág. 7, aparece modificada no livro O Desejado de Todas as Nações, pág. 669 (livro em inglês). A citação no livro em português também está adulterada (veja isto através de documentos oficiais da IASD em www.arquivoxiasd.com.br). Que tristeza! João 10:30.

!

Pág. 16 – Notas 1ª

Os autores não explicam que o trinitarismo só começou a entrar oficialmente na IASD a partir de 1931 – 16 anos depois da morte de E. G. W. E só foi aceito plenamente 65 anos depois da morte dela e 75 anos depois que ela (E. G. W.) declarou que nenhum alfinete deveria ser mudado. Review and Herald – 05.05.1905.

!

Pág. 16 – Notas - 3ª

Os pioneiros eram antitrinitarianos. Por que Deus não revelou a E. G. W. que eles estavam errados? João 16:32.

!

Pág. 17 – nota dos editores

Os editores não confessam que na tradução para o português dos livros de E. G. W. aparece de uma forma fraudulenta a palavra trindade, palavra essa que ela nunca utilizou. O termo correto é Divindade. João 6:57.

10ª

Pág. 27 – 2º p.

O contexto deixa claro que se refere a Deus, o Pai. A unicidade que Jesus refere-se é Ele com o Pai: Eu e o Pai somos um”. João 10:30 e também conosco! João 17:20 a 23. Leia, por favor! Sobre a unicidade de Deus e Jesus, E. G. W. escreveu: “Pai e Filho empenharam-se na grandiosa, poderosa obra que tinham planejado – a criação do mundo...” E agora disse Deus a seu Filho: “Façamos o homem a nossa imagem”. - História da Redenção págs. 20 e 21.

11ª

Pág. 37 – 3º p.

Trindade é mistério”. Inspirado pelo Espírito de Deus ou de Cristo (Rom. 8:9), Paulo escreveu que o mistério de Deus – Cristo, foi revelado. Col. 2:2 e 3, conforme você viu anteriormente. Aonde diz que a trindade é um mistério é na página 66 do Catecismo Católico (Vozes, 1993).

12ª

Pág. 38 – 1º p.

No livro de Atos, os discípulos batizavam em nome de Jesus (Atos 2:38, 8:16, 10:48 e 19:5), e não em nome da trindade. A Bíblia de Jerusalém explica que essa fórmula trinitária foi possivelmente acrescentada (Mat. 28:19): “É possível que, em sua forma precisa, essa fórmula reflita influência do uso litúrgico posteriormente fixado na comunidade primitiva. Sabe-se que o livro dos Atos fala em batizar “no nome de Jesus” (cf. At 1,5 +; 2,38 +). Mais tarde deve ter-se estabelecido a associação do batizado às três pessoas da Trindade...”. E dá também uma explicação parecida para o texto de II Cor. 13: 13: “Essa fórmula trinitária, provavelmente de origem litúrgica (cf. Mat. 28,19),...”. Bíblia de Jerusalém – nota explicativa dos textos Mat. 28:19 e II Cor. 13:13.

13ª

Pág. 38 – 2º e 3º p.

O Espírito Santo desce como uma pomba. Por que é o Pai quem fala e não o próprio E.S.? Por que uma pomba? Deus agora é ave, é animal? E.G.W. no livro O Desejado de Todas as Nações diz que a pomba é um emblema de Jesus,o Manso e Humilde (DTN p. 112). Apoc. 14:12.

14ª

Pág. 39 – 2º p.

Onde está escrito que os judeus crêem em trindade ou já creram alguma vez? Veja a pág. 49 e 50 do livro A Trindade. Veja também a pág. 284 – último parágrafo onde foi escrito que eles (os judeus) não crêem. Ou seja, o próprio livro se contradiz.

15ª

Pág. 39 – 3º e 4º p.

Moisés usou echad porque estava se referindo a dois seres, conforme Paulo explica em I Cor. 10:3 a 5.

16ª

Pág. 40 – 2º, 3º e 4º p.

Moisés não deixaria de mencionar em Gen. 1 justamente aquele que por intermédio dEle todas as coisas foram feitas (João 1:3 e Heb. 1:2). A partir de duas pessoas o verbo vai para o plural: façamos – Deus, o Pai e Jesus. Leia o que E. G. W. escreveu sobre quem estava com Deus em Sua obra de criação: “O Soberano do Universo não estava só em Sua obra de beneficência. Tinha um companheiro - um cooperador que poderia apreciar Seus propósitos, e participar de Sua alegria ao dar felicidade aos seres criados. No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus.’ João 1:1 e 2. Cristo, o Verbo, o Unigênito de Deus, era um com o eterno Pai - um em natureza, caráter, propósito - o único ser que poderia penetrar em todos os conselhos e propósitos de Deus”. - Patriarcas e Profetas, pág. 34.

!

Pág. 73 – últ. parágrafo

Uma escorregada dos autores que afirmam inúmeras vezes igualdade entre Deus Pai, Deus Filho e Deus E. S.: “Tampouco sugere ele que podemos igualar Jesus com a pessoa de Deus o Pai”. Apocalipse 20:4.

!

Pág. 77 – 4º p.

A Bíblia chama o E. S. de Espírito de Deus e de Espírito de Cristo (Rom. 8:9). Mas não chama de pessoa, ainda que tenha reações e sentimentos humanos, já que é o Espírito de Deus ou de Cristo, e não apenas uma energia. Gálatas 4:6 e I Pedro 1:10 e 11.

!

Pág. 77 – últ. p.

Os autores omitem que a Bíblia diz que Jesus subiu aos céus e concedeu dons aos homens. Ef. 4:7 e 8.

17ª

Pág. 78 – 2º p.

A Bíblia fala em I Tim. 2:5: “Porquanto há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem”. E o próprio Jesus disse: “Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida, ninguém vem ao Pai senão por mim”. João 14:6. Os autores dizem que dois seres intercedem. Isso é verdade segundo a Bíblia? NÃO!

18ª

Pág. 79

A Bíblia fala que “ninguém jamais viu a Deus; o Deus unigênito, que está no seio do Pai, é quem o revelou”. João 1:18. A Bíblia chama Jesus em vários lugares de Espírito ou Espírito de Deus: Gên. 1:2; Jó 33:4; Apoc. 2:28 e 29, 3:5 e 6 +.

19ª

Pág. 80 – 3º p.

E. G. W. escreveu: “Impedido pela humanidade, Cristo não poderia estar em todos os lugares pessoalmente, então foi para vantagem deles (os discípulos) que Ele deveria deixá-los, ir para o Pai, e enviar o Espírito Santo para ser Seu sucessor na terra. O Espírito Santo é Ele mesmo, despido da personalidade da humanidade e independente dela. Ele se representaria como estando presente em todos os lugares pelo Seu Espírito, como o Onipresente...” Manuscripts Releases Vol. 14, p. 7. Mat. 28:20

20ª

Pág. 81 e 82

Jesus disse que o outro Consolador é Ele mesmo: “o Espírito da verdade (“Eu sou o caminho, e a verdade e a vida...” João 14:6) que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece; vós o conheceis, porque ele habita convosco e estará em vós. Não vos deixarei órfãos, voltarei para vós outros”. João 14:17 e 18.

!

Pág. 83 – 2º p.

O livro de Atos registra que Paulo foi batizado com o E. S. através da imposição das mãos de Ananias (Atos 9:17). Como é possível um ser humano batizar outro com o Deus E. S.? Lembre-se que é Jesus quem aparece para ele no caminho de Damasco. Se o E. S. fosse uma 3ª “pessoa” não haveria necessidade de um homem recebê-lo mediante a imposição das mãos de um outro homem. 

21ª

Pág. 83 – 3º e 4º p.

De acordo com a Bíblia o Espírito Santo não é uma 3ª “pessoa”, uma vez que ela sempre o ilustra como símbolo impessoal: pomba (Mat. 3:16 +), fogo (Mat. 3:11 +), línguas de fogo (Atos 2:3), unção, dom (Atos 5:3, 4 e 9), óleo de alegria (Heb. 1: 9), 7 tochas de fogo (Apoc. 4:5), 7 olhos do Cordeiro (Apoc. 5:6), etc. Você já percebeu também que a 3ª “pessoa” da trindade não está presente na 2ª vinda de Jesus?

!

Pág. 83 – últ. p.

Em todas as cartas de Paulo, essa é a única vez que uma carta “dele” termina dessa forma. A Bíblia de Jerusalém numa nota explicativa desse texto diz: “Essa fórmula trinitária, provavelmente de origem litúrgica (conf. Mat. 28,19),...”.

22ª

Pág. 85 – 4º p.

“... uma vez que mostram que o E. S. é classificado num nível de igualdade em relação ao Pai e ao Filho”. “E a vida eterna é esta: que te conheçam a Ti o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste”. João 17: 3. Leia o que E. G. W. escreveu sobre quem é digno de adoração: “Não é aos homens que devemos exaltar e adorar, é a Deus, o único Deus verdadeiro e vivo, a quem são devidos nosso culto e reverência. ... Unicamente o Pai e o Filho devem ser exaltados.” - Filhos e Filhas de Deus, pág. 58. João, no livro do Apocalipse diz que a adoração só deve ser dada a Deus e ao Cordeiro (Apoc. 5:13 e 14).

23ª

Pág. 86 – 1º p.

O Espírito de Deus é Jesus segundo Gên. 1:2 e Apoc. 2:26 a 29, 3:5 e 6, 3:12 e 13, 3:21 e 22, 21:9, 22:17.

24ª

Pág. 86 – 3º p.

João 1: 18: “Ninguém jamais viu a Deus; o Deus unigênito, que está no seio do Pai, é quem o revelou”. Leia também Mat. 11:27.

25ª

Pág. 87 – 1º e 2º p.

È válido lembrar que quando há duas “Pessoas” – Deus e Jesus (por exemplo), o verbo vai para o plural. Judas 24 e 25.

26ª

Pág. 89 – último p.

A guerra do Dragão é contra Deus, Seu Filho e Seus servos: “Irou-se o dragão contra a mulher e foi pelejar com os restantes de sua descendência, os que guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus; e se pôs em pé sobre a areia do mar”. Apoc. 12: 17.  Leia por favor, o contexto para ficar claro que a guerra do Dragão é também contra Deus e Jesus: Apoc. 12:7 a 10.

27ª

Pág. 90 – 3º p.

Aborda sim diretamente a questão da Divindade, não da trindade. Basta ler Apocalipse 1:1 (abaixo).

28ª

Pág. 90 – 5º p.

Toda visão provém da: “Revelação de Jesus Cristo que Deus lhe deu para mostrar aos seus servos as coisas que em breve devem acontecer e que ele, enviando por intermédio de seu anjo, notificou ao seu servo João”. Apocalipse 1:1.

29ª

Pág. 90 – 5º p.

O texto do Apocalipse diz sete espíritos (Apoc. 1:4) que se acham diante do Seu trono como sete tochas de fogo (Apoc. 4:5) e sete olhos do Cordeiro (Apoc. 5:6) e não numa 3ª “pessoa”. Apocalipse 3:1 diz que Jesus é aquele que tem os 7 Espíritos de Deus (leia o contexto: 3:1 a 6) e Apocalipse 22:6 diz que Jesus é o Deus dos Espíritos dos profetas (leia também Apoc. 22:16).

30ª

Pág. 91 – nº 2

Por favor, querido (a): leia os textos e veja quem é o Espírito segundo o livro do Apoc. : 3:5 e 6, 3:12 e 13, 3: 20 a 22, 21: 9 e 22:17. Lembre-se que o 1º versículo do livro do Apocalipse diz: “Revelação de Jesus Cristo”. Logo, como é a revelação de Jesus Cristo, o Espírito que diz, é Jesus!

31ª

Pág. 91 – nº 3

Leia a descrição sobre Jesus – Apocalipse 1:9 a 19 e leia no verso 20: os anjos das 7 igrejas.

!

Pág. 91 – 5º p.

Os autores admitem aqui mais uma vez que Deus O Pai é superior, conforme o próprio Jesus disse ao chamar o Pai, de Deus dEle: Apocalipse 3:12. Mas não é isso que a heresia da trindade ensina.

!

Pág. 91 – último p.

A 3ª “pessoa” da trindade não é regente coeterna do universo? NÃO! Filip. 2:5 a 10.

32ª

Pág. 92 – 2º p.

“... e as sugestões em favor da personalidade do Espírito ...” . Não há no livro do Apocalipse NENHUMA sugestão a favor. O livro fala nos sete Espíritos de Deus que se acham diante do seu trono (Apocalipse 1:4) como sete tochas de fogo (Apocalipse 4:5) e também como sete olhos do Cordeiro (Apocalipse 5:6) que são os sete Espíritos de Deus enviados por toda a Terra. E quando o livro diz Espírito, refere-se a Jesus (Apocalipse 3:5 e 6, 3:12 e 13, 3:20 a 22 +). Se ainda não ficou claro, leia por favor, Apoc. 2:18 e 29. É isso mesmo: 2:18 e 29. E no cap. 3:1 João diz que JESUS É AQUELE QUE TEM OS SETE ESPÍRITOS DE DEUS!

33ª

Pág. 92 – 3º p.

Por favor, amado leitor, verifique se o texto refere-se ao Espírito Santo ou a Jesus: Leia novamente Apocalipse 3:5 e 6, 3:12 e 13, 3:20 a 22.

34ª

Pág. 92 – último p.

“... Deus triúno...”. O Apocalipse fala que a adoração deve ser dada apenas a Deus e ao Cordeiro: Apocalipse 5:13 e 14.

35ª

Pág. 93 – 1º p.

“... manifestação trinitária...” Por favor, amado leitor, deixe que o Espírito de Deus mostre para você se há alguma manifestação trinitária ao ler o capítulo 4 do livro do Apocalipse. Leia também Apoc. 11:15 a 17. E em NENHUM outro capítulo do livro há manifestação trinitária. Apocalipse todo.

36ª

Pág. 93 – 1º p.

“... crescentes convicções da igreja primitiva...”. Quer dizer que os primeiros cristãos foram entendendo aos poucos que há trindade? Que absurdo! Onde na Bíblia está escrito isso ou nos textos revelados por Deus a E.G.W.? Apoc. 14:1 a 5.

37ª

Pág. 93 – 1º p.

Os judeus crêem em trindade? Onde está escrito isso? Apoc. 20:6.

!

Pág. 93 – 2º p.

“... o livro do Apocalipse nunca identifica a Cristo como o “Todo Poderoso”...” A doutrina católica da trindade não diz que há igualdade entre “os três”? Diz, mas isso também não é verdade. São apenas Dois e Jesus chama Deus O Pai de Deus dEle. Apoc. 3:12.

38ª

Pág. 93 - 3º p

“... implica fortemente que o Espírito Santo é o catalisador e inspirador dos hinos de louvor encontrados nos versos 8 e 11”.  Onde está escrito isso no Apocalipse? Nos capítulos 4 e 5, são citados os seguintes seres: Deus, Jesus (Cordeiro – 5:6), 24 anciãos, 4 seres viventes e o Espírito de Deus é mostrado como: sete tochas de fogo (Apocalipse 4:5) e os sete olhos do Cordeiro (Apocalipse 5:6). Tochas de fogo e olhos podem inspirar algum hino? NÃO! Apoc. 14:1 a 4.

39ª

Pág. 93 – 4º p.

“... convicções trinitarianas posteriores da igreja...”. Onde está escrito isso na Bíblia ou nos textos de EGW? Ou seja, a convicção sobre a trindade veio depois. Convicção de uma doutrina não bíblica. I Tess. 5:23.                         

40ª

Pág. 93 – 4º p.

As escrituras também O apresentam (E. S.) como profundamente vinculado com o Filho em Sua obra como agente – chefe da redenção – o Leão / Cordeiro de Apocalipse 5”. Onde está escrito isso na Bíblia e no Apocalipse? Veja na realidade o que o Apocalipse diz sobre a salvação: “e clamavam em grande voz, dizendo: Ao nosso Deus, que se assenta no trono, e ao Cordeiro, pertence a salvação”. Apocalipse 7:10.

41ª

Pág. 94 – 1º p.

Deus para os trinitarianos, além de ave (pomba – animal), é também tochas de fogo e olhos. Que absurdo! Não são ilustrações simbólicas? Mat. 11:27.

42ª

Pág. 94 – 2º p.

O Espírito busca iluminar toda a Terra”. Isso dizem os homens. E a Bíblia, o que ela diz? “... Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará nas trevas; pelo contrário, terá a luz da vida”. João 8:12. A luz do mundo é Jesus.

!

Pág. 95, 96 e 97.

Os autores não enfatizaram o que está mais claro: que o Apocalipse diz para adorar apenas e tão somente a Deus e ao Cordeiro: “Então ouvi que toda criatura que há no céu e sobre a terra, debaixo da terra e sobre o mar, e tudo o que neles há, estava dizendo: Àquele que está sentado no trono e ao Cordeiro, seja o louvor, e a honra, e a glória, e o domínio pelos séculos dos séculos. E os quatro seres viventes respondiam: Amém! Também os anciãos prostraram-se e adoraram”. Apocalipse 5:13 e 14.

43ª

Pág. 98 - 2º p.

“... encontramos neles (cap. 4 e 5) indicações em favor da personalidade do Espírito Santo...”. Leia, por favor, os capítulos (4 e 5) e veja que não há nenhuma indicação, sugestão ou evidência da personalidade do Espírito Santo, não apenas nesses capítulos, mas também em todo o livro do Apocalipse.

44ª

Pág. 99 – último p.

Referindo-se ao trono de Deus e do Cordeiro (onde está o trono do Espírito Santo, já que ele é uma 3ª “pessoa”?) os autores dizem que apenas no capítulo 22 versos de 1 a 3 o livro identifica pela primeira vez o trono de Deus e do Cordeiro (em apenas 3 versos, duas vezes é citado o trono de Deus e do Cordeiro). Eles omitem que há referências anteriores: Apocalipse 3: 21 e 7: 15 a 17. No capítulo 22:1 e 3, para ninguém ter dúvida que não existe uma 3ª “pessoa”, João escreve: “Nunca jamais haverá qualquer maldição. Nela, estará o trono de Deus e do Cordeiro. Os seus servos o servirão...” (verso 3). Sobre isso, E. G.W. escreveu: "O Filho de Deus partilhava do trono do Pai, e a glória de Ser eterno, existente por Si mesmo, rodeava a ambos." - Patriarcas e Profetas, pág. 16.

45ª

Pág. 100 – 1.

Não é feita nenhuma menção à 3ª “pessoa” da trindade no capítulo 22 do Apocalipse e em nenhum lugar do livro. Apocalipse todo.

46ª

Pág. 100 – 2. e pág. 101

Várias não verdades! Deus agora, para os teólogos trinitarianos, depois de ser ave, tochas de fogo e olhos, é água – o rio da vida. Que absurdo! “Possuímos referências literárias tanto bíblicas quanto da tradição judaica, de que se pode identificar o “rio da vida” com o Espírito Santo”. Refutação: “Quem crer em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva. Isto ele disse com respeito ao Espírito que haviam de receber os que nele cressem; pois o Espírito até aquele momento não fora dado, porque Jesus não havia sido ainda glorificado”. João 7:38 e 39. Ou seja, os rios que fluirão de dentro de nós são simbólicos e não literais. Mas o novo céu, a nova Terra, o trono de Deus e do Cordeiro não são simbólicos, são literais, como também é literal o recebimento do Espírito Santo. Portanto, onde está o trono da 3ª “pessoa” da trindade no Apocalipse? E também, muitos dos judeus não aceitaram a Jesus, que dirá a trindade! Apoc. 22:6 a 7 (mais dois versos, que falam apenas de Deus e de Jesus!)

47ª

Pág. 102 – 1º p.

“... reclamos trinitarianos da igreja...”. Só se for da Igreja Católica! “... o Espírito alegremente opera junto com o Pai e o Filho na redenção...”. Leia, por favor, segundo o livro do Apocalipse a quem pertence a salvação: Apoc. 7:10 e 12:10. Veja também o que o apóstolo Pedro escreveu, inspirado pelo Espírito de Deus: “sabendo que não foi mediante coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados do vosso fútil procedimento que vossos pais vos legaram, mas pelo precioso sangue, como de cordeiro sem defeito e sem mácula, o sangue de Cristo, conhecido com efeito, antes da fundação do mundo, porém manifesto no fim dos tempos, por amor de vós que, por meio dele, tendes fé em Deus, o qual o ressuscitou dentre os mortos e lhe deu glória, de sorte que a vossa fé e esperança estejam em Deus”. I Pedro 1:18 a 20.

48ª

Pág. 102 Resumo

Não há nenhuma evidência da trindade em TODO o livro do Apocalipse. Mais uma vez: quando João escreve a palavra ESPÍRITO, ele se refere a JESUS. Apocalipse 2:10 e 11; 2:26 a 29; 3:5 e 6; 3:12 e 13; 3:20 a 22.

49ª

Pág. 106 – 3º p.

A Bíblia contém muitas passagens que mostram que não há trindade. E não apenas poucas. Leia 250 Respostas Bíblicas à Doutrina da Trindade. João 17:25 e 26.

?

Pág. 106 – 3º p.

Onde está a 3ª “pessoa” da trindade em João 3:16? Por que os autores utilizaram esse verso? I Cor. 10:1 a 5.

50ª

Pág. 107 – 3º p.

A Bíblia diz que Jesus é o Filho de Deus. Isso não é metafórico. É literal, real, concreto. E mesmo sendo literal, Jesus não tem uma mãe divina, já que a Bíblia explica que Ele (Jesus) tem apenas um Pai, Deus. João 3:16; Mat. 11:27; João 1:18. I Cor. 11:3.

51ª

Pág. 111 – 2º p.

Jesus é tão ilimitado quanto é Deus O Pai. Mas Jesus é Filho, sempre será Filho. Para Jesus ser exatamente como os trinitarianos fantasiam, Jesus “precisava ser irmão gêmeo de Deus” (“Deus, perdoe-me por fazer essa comparação!”). Mas não é isso que Deus revela sobre Ele e sobre Jesus na Bíblia. Provérbios 8. João 8:58. I Cor. 11:3. Atos 1: 6 e 7.

52ª

Pág. 111 – 3º p. até pág. 114 – penúltimo p.

Os autores não explicam porque Deus inspirou os escritores bíblicos a escreverem que Jesus é o Filho de Deus. E mais, Deus O chama pessoalmente de Filho no batismo dEle e no monte da transfiguração. Mat. 3:17 e 17:1 a 8.

?

Pág. 114 – penúltimo p.

Onde está a 3ª “pessoa” da trindade em Col. 1:15 e 18? Leia, amado leito, por favor. I Cor. 15:57.

53ª

Pág. 114 – último p. até pág. 118 – 2º p.

Se isso fosse verdade, o livro do Apocalipse falaria no trono de Deus, do Cordeiro e do Espírito Santo (Os autores do livro não falam que o Espírito Santo é uma “pessoa” espiritual, mas se você já ouviu isso ou vier a ouvir, lembre-se que o Espírito Santo não é uma “pessoa” espiritual porque Jesus disse que Deus é Espírito (João 4:24) e o livro do Apocalipse fala que Ele, Deus, tem um trono. Mas o Espírito Santo, não. Mais uma vez: tratando-se da Divindade, o livro do Apocalipse especifica apenas o trono de Deus e do Cordeiro: Apocalipse 22:1 e 3. Apoc. 20:6 (mais um texto do livro do Apocalipse que fala apenas de Deus e de Jesus).

?

Pág. 117 – 2º e 3º p.

Onde está a 3ª “pessoa” da trindade em Hebreus 1:5 e 6 e 5:5 a 10? II Cor. 2:14.

!

Pág. 118 – 1º p.

Le Roy E. Froom. Esse é o Pr. responsável pela introdução da doutrina da trindade na IASD! É claro que os autores tinham que citá-lo. Pasme ao ler a confissão do erro que o Pr. Froom fez: “Aqui posso fazer uma confissão pessoal e franca... fora uns vestígios inestimáveis no Espírito de Profecia, eu não encontrei praticamente nada desse fantástico ramo de estudo da Bíblia. Não existiam prévias pegadas em nossos livros e literatura. Eu fui obrigado a pesquisar em livros fora da nossa fé... alguns desses homens tinham pontos de vista mais profundos das coisas espirituais de Deus, que muitos dos nossos próprios homens tinham então sobre o Espírito Santo e a vida triunfante” (Movement of Destinity - pág. 322). “Permita-me declarar que meu livro "A vinda do Consolador" foi o resultado de uma série de estudos que eu dei em 1927 e 1928 nos institutos ministeriais através da América do Norte. Você não imagina como eu fui atacado por alguns mais antigos, porque eu insisti na personalidade do Espírito Santo como uma terceira pessoa da divindade. Alguns homens negaram isto, continuam negando, mas o livro foi gradualmente sendo aceito como padrão” (Carta de Leroy E. Froom – 27 de outubro de 1960). Que tragédia, heim irmão! E ainda tentam dizer que E. G. W. era trinitariana! I João 2:1 e 2.

54ª

Pág. 118 e 119 – João 17: 3

Jesus não Se esqueceu da 3ª “pessoa” da trindade ao dizer: “E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste”. João 17:3. Apoc. 5:6 a 10

?

Pág. 119 – 3º p.

Não há 3ª “pessoa” da trindade em I Cor. 8: 5 e 6. Por que os autores citaram esse texto? II Cor. 5:18 a 20.

55ª

Pág. 119 – I Cor. 8: 6 à pág. 121 (antes da conclusão)

Os autores não especificam aqui o mais importante e mais óbvio porque não têm como responder onde está a 3ª “pessoa” da trindade. E como não podem responder porque não é possível, buscam, mais uma vez, desviar a atenção do leitor do que está completamente claro no texto. I Cor. 8:6. Rom. 8:29.

56ª

Pág. 121 – 3º p.

“... plena e eterna divindade de Cristo como um em natureza, caráter e propósito com o Pai (e o E.S.)”. Sobre a natureza do E. S., veja o que Deus revelou a E.G.W.:A natureza do Espírito Santo é um mistério. Os homens não a podem explicar, porque o Senhor não lho revelou. Com fantasiosos pontos de vista, podem-se reunir passagens da Escritura e dar-lhes um significado humano; mas a aceitação desses pontos de vista não fortalecerá a igreja. Com relação a tais mistérios - demasiado profundos para o entendimento humano - o silêncio é ouro." - Atos dos Apóstolos pág. 51. Só que essa citação de E.G.W., os autores não expuseram no livro. Por que será? Apoc. 5:9 e 10.

?

Pág. 122 – I Tim. 2: 5 e 6

Onde está a 3ª “pessoa” da trindade nesses versos? Efésios 5:5.

57ª

Pág. 123 – 2º p.

“... somente sendo Deus pode Jesus compreender as reivindicações de Deus, e somente sendo homem pode compreender plenamente as necessidades dos homens”. (Hatton, pág. 79). Não verdade! Mesmo se Jesus não tivesse vindo nascer e viver como homem, ainda assim, ele saberia as necessidades dos homens porque Ele é tão divino quanto Deus é. Salmos 94:11; 103:14; 139:1 a 3; 139:23.

?

Pág. 123 - I Cor. 15: 24 a 28.

Onde está a 3ª “pessoa” da trindade nesses versos? Gálatas 3:26 e 27.

58ª

Pág. 128 – 1º p.

Gênesis cap. 1 fala de dois seres: Deus e o Espírito de Deus. O livro do Apocalipse fala também em Deus e no Cordeiro (que é chamado no livro, várias vezes de Espírito, conforme você viu anteriormente): dois seres. Paulo também chama Jesus de Espírito (Rom. 8:27). I Pedro 1:10 e 11 fala no Espírito de Jesus.

59ª

Pág. 129 – 3º p.

“No princípio era o Verbo, e O Verbo estava com Deus e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus”.  João 1:1 e 2: duas “pessoas” e não três. João 17:5 – Dois “Seres”.

60ª

Pág. 130 – últ. p.

Que tristeza! Prov. 8:22são dois seres e não três. Sobre essa passagem da Bíblia, leia o que E. G. W. escreveu: “Cristo declarou por intermédio de Salomão: ‘O Senhor Me possuiu no princípio de Seus caminhos e antes de Suas obras mais antigas. Desde a eternidade, fui ungida [a Sabedoria]; desde o princípio, antes do começo da Terra... Quando punha ao mar o seu termo, para que as águas não transpassassem o Seu mando; quando compunha os fundamentos da Terra, então Eu estava com Ele e era Seu aluno; e era cada dia as Suas delícias, folgando perante Ele em todo o tempo.’ Prov. 8:22, 23, 29 e 30.” – Signs of the Times, 29 de agosto de 1900”. I Cor. 11:3.

61ª

Pág. 131 – 1º p.

Além disso, o perfeito amor somente é possível entre os iguais”. Isso é uma declaração homossexual? Onde a Bíblia diz que “o perfeito amor só é possível entre os iguais”? Se isso fosse verdade, Deus deveria ter criado duas pessoas do mesmo sexo. No entanto, não é isso que Deus fez e nem é isso que as Escrituras revelam. No céu vamos ser todos iguais? Deus nos transformará em clones? Veja o que Jesus disse: “Como o Pai me amou, também eu vos amei; permanecei no meu amor”. João 15:9. Em João 17:23 Jesus diz que Deus nos amou assim como Deus ama a Jesus: “Eu neles, e tu em mim, a fim de que sejam aperfeiçoados na unidade, para que o mundo conheça que tu me enviaste e os amaste, como também amaste a mim”. Sobre isso, E. G. W. escreveu: "Desde o princípio, Deus e Cristo sabiam da apostasia de Satanás, e da queda do homem mediante o poder enganador do apóstata. Deus não ordenou a existência do pecado. Previu-a, porém, e tomou providências para enfrentar a terrível emergência. Tão grande era Seu amor pelo mundo, que concertou entregar Seu Filho unigênito ‘para que todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna’. João 3:16." - O Desejado de Todas as Nações, pág. 22. Leia Jeremias 31:3 abaixo.

62ª

Pág. 131 – 1º p.

Da mesma forma como o homem não pode satisfazer ou entender sua plena capacidade de amar amando os animais de natureza inferior, assim Deus não pode dar total expansão a Seu amor ao amar o ser humano ou qualquer outra criatura”. Que absurdo! Isso contraria completamente o que a Bíblia diz sobre Deus e o amor dEle para conosco! “Também disse Deus: façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança...” Gên. 1:26 p.p. “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. João 3:16. “Ninguém tem amor maior do que este: de dar alguém a própria vida em favor dos seus amigos”. João 15:13. Jeremias 31:3: “DE LONGE SE ME DEIXOU VER O SENHOR, DIZENDO: COM AMOR ETERNO EU TE AMEI; POR ISSO, COM BENIGNIDADE TE ATRAÍ”.

63ª

Pág. 131 – últ. p.

Tanto a inspiração quanto a razão demandam a existência de um Deus triúno, composto de Pai, Filho e E.S.”. Nem a inspiração e muito menos a razão. A Bíblia fala na Divindade (Deus, Jesus e Espírito Santo), mas não na trindade: Efésios 3:20 e 21, por exemplo. E a razão, nem pensar: “São três pessoas, mas é um deus só”. Não é possível um Deus só porque segundo a doutrina da trindade são Deus Pai, Deus Filho e Deus E. S. Judas 24 e 25. Lembre-se do 1º mandamento: “Não terás outros deuses diante de mim”. Êxodo 20:3.

64ª

Pág. 132 – 1º p.

e toda língua confesse que Jesus é Senhor, para glória de Deus Pai”. Filipenses 2:11. I Pedro 4:11.

65ª

Pág. 132 – 2º p.

“Havendo Deus, outrora, falado, muitas vezes e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, nestes últimos dias, nos falou pelo Filho, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas, pelo qual também fez o universo. Ele, que é o resplendor da glória e a expressão exata do seu Ser, sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, depois de ter feito a purificação dos pecados, assentou-se à direita da Majestade, nas alturas, tendo-se tornado tão superior aos anjos quanto herdou mais excelente nome do que eles”. Heb. 1:1 a 4. I Cor. 15:20 a 28.

66ª

Pág. 132 - 4º p.

“No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e, sem ele, nada do que foi feito se fez”. João 1:1 a 3. Sobre quem esteve presente na criação, E. G. W. escreveu: Depois que a Terra foi criada, com sua vida animal, o Pai e o Filho levaram a cabo Seu propósito, planejado antes da queda de Satanás, de fazer o homem à Sua própria imagem. Eles tinham operado juntos na criação da Terra e de cada ser vivente sobre ela. E agora, disse Deus a Seu Filho: "Façamos o homem à Nossa imagem". Gên. 1:26. Ao sair Adão das mãos do Criador, era de nobre estatura e perfeita simetria." - História da Redenção, págs. 20, 21. Apoc. 14:7.

67ª

Pág. 140 – 1º p.

O livro de Atos fala que os primeiros cristãos batizavam apenas em nome de Jesus e não em nome de uma trindade: Atos 2:38, 8:16, 10:48 e 19:5. E o apóstolo Paulo em Rom. 6:3 e Gal. 3:27 diz que fomos batizados em Cristo Jesus!

!

Pág. 170 – últ. p.

É verdade que o Concílio de Nicéia e o Concílio de Constantinopla fizeram algumas declarações que hoje temos que rejeitar, porque contradizem as Escrituras”. Pois é, e foram nesses concílios que a doutrina da trindade foi desenvolvida. Pergunto: o Espírito de Deus estava presente nesses concílios? Isaías 8:20.

!

Pág. 190 – cont. da pág. 189

Os autores afirmam que o dogma trinitariano foi fundamental para a igreja católica porque a partir dele “... os teólogos da igreja (católica) empregaram as mesmas pressuposições para defender outros ensinamentos, como a imortalidade natural da alma, que por sua vez era um pré-requisito necessário à crença no tormento eterno, purgatório, limbo, e a mediação dos santos, para mencionar uns poucos exemplos. Assim a aceitação do dogma da trindade validou toda a estrutura dogmática da igreja medieval”. Uma doutrina que é base para todas essas heresias é de Deus? Infelizmente desde 1980 a 1ª doutrina dos A.S.D. é a doutrina da trindade. Que pena! João 15:10 e 11.

!

Pág. 216 – 2º p.

Tornou-se aceito pela história adventista que a maioria dos principais pioneiros adventistas eram não trinitarianos”. Não “tornou-se aceito”. É fato comprovado mediante o que os pioneiros escreveram contra a trindade. O Pr. e historiador George Knight confirma isso: “A maioria dos fundadores do adventismo do sétimo dia não poderia unir-se à Igreja hoje, se tivesse de concordar com as 27 crenças fundamentais da denominação... Para ser mais específico, eles não poderiam aceitar a crença de nº 2, que trata da doutrina da trindade... A maioria dos líderes adventistas também não endossaria a crença fundamental número 5, que trata da personalidade do Espírito Santo” (Em Busca de Identidade, pág. 16 e 17, Casa, 2005). E.G.W., nas milhares e milhares de palavras que escreveu NUNCA utilizou o termo trindade, mesmo vindo de uma igreja que cria na trindade (Igreja Metodista)! Se a IASD deveria algum dia ser trinitariana porque Deus não a inspirou a corrigir os pioneiros quando eles escreveram contra a trindade, já que no futuro, a igreja “dEle”, seria trinitariana? Veja por exemplo, o que o marido de E. G. W. escreveu sobre a trindade: “A grande falta da reforma é que os reformadores pararam de reformar. Se tivessem levado avante, não teriam deixado nenhum vestígio do papado atrás, tal como a natural imortalidade, batismo por aspersão, a trindade, a guarda do domingo, e a igreja agora estaria livre de erros escriturísticos”. James (Tiago) White, Advent Reviw, 07 de fevereiro de 1856. Mat. 24:36.

!

Pág. 218 – últ. p.

A Bíblia de Jerusalém esclarece sobre Mat. 28: 19: “É possível que, em sua forma precisa, essa fórmula reflita influência do uso litúrgico posteriormente fixado na comunidade primitiva. Sabe-se que o livro dos Atos fala em batizar “no nome de Jesus” (cf. At 1:5; 2:38 +). Mais tarde deve ter-se estabelecido a associação do batizado às três pessoas da Trindade...”. E dá também uma explicação parecida para o texto de II Cor. 13:13: “Essa fórmula trinitária, provavelmente de origem litúrgica (cf. Mat. 28,19),...”. Tiago 1:1.

!

Pág. 221 – 1º p.

Todas as objeções dos adventistas à Trindade rejeitaram formas especulativas extrabíblicas da crença na Trindade ou interpretavam erradamente o testemunho bíblico”. Por que Deus não orientou E. G. W. a corrigir os pioneiros da igreja quando eles escreveram contra a trindade? Ou seja, para os autores, a IASD passou a maior parte de sua existência, no erro ou na verdade incompleta, já que aceitou oficial e plenamente a trindade há apenas 26 anos atrás. E a “igreja” tem 162 anos de existência (2006 – 1844). I Tess. 3:11 a 13.

!!!

Pág. 221 – 1º p.

PASME!!! Leia a confissão do erro por parte dos autores: “Os pontos de vista da igreja finalmente mudaram porque os adventistas chegaram a uma compreensão diferente da evidência bíblica ”. Entenda que os autores estão dizendo claramente que para a IASD aceitar a doutrina da trindade, a igreja chegou a uma conclusão diferente do que está evidente na Bíblia! Que absurdo! Que ninguém busque derrubar os fundamentos de nossa fé, fundamentos que foram estabeleci­dos no princípio de nossa obra mediante estudo da Palavra com oração e por revelação. Sobre esses fundamentos temos estado edificando pelos últimos cinqüenta anos. Os homens podem supor que encontraram uma nova manei­ra de lançar um fundamento mais forte do que esse que foi lançado. Outro fundamento nenhum homem pode lançar além do que foi lançado”. Testimonies, vol. 8, p. 297.1. Apoc. 22:18 e 19.

!

Pág. 222 – 1º p.

Você sabia que Samuel T. Spear era um Bispo Episcopal do Brooklin? Pois é, mas os autores do livro omitiram isso! E de acordo com o livro “A Mensageira do Senhor” (pág. 363 e 364), E. G. W. censurou diretamente as publicações da igreja que traziam doutrinas católicas! II Cor. 6:14.

!!

Pág. 225 – 2º p.

A natureza do Espírito Santo é um mistério. Os homens não a podem explicar, porque o Senhor não lho revelou. Com fantasiosos pontos de vista, podem-se reunir passagens da Escritura e dar-lhes um significado humano; mas a aceitação desses pontos de vista não fortalecerá a igreja. Com relação a tais mistérios - demasiado profundos para o entendimento humano - o silêncio é ouro." - Atos dos Apóstolos pág. 51. Heb. 10:29.

!

Pág. 226 – 1º p.

Você sabia que F. M. Wilcox editou essa nota em 1913, mas no livro que era utilizado para publicação das crenças fundamentais dos A. S. D., o Year Book, editado pelo próprio F. M. Wilcox, no ano seguinte, em 1914, com todas as crenças dos A. S. D., NÃO APARECE SEQUER A PALAVRA TRINDADE? Verifique isso em www.arquivoxiasd.com.br. I João 1:3.

!

Pág. 226 – 2º p.

E. G. W. escreveu em 1905: “... Nenhum alfinete deve ser removido no que o Senhor estabeleceu... Nós encontraríamos segurança em menos do que o Senhor nos tem dado nesses últimos cinqüenta anos?” (Review and Herald, 5 de maio de 1905). E escreveu também: “Se nos volvermos do testemunho da palavra de Deus e aceitarmos falsas doutrinas porque nossos pais as ensinaram, caímos sob a condenação pronunciada sobre Babilônia; estamos bebendo o vinho de suas abomina­ções”. Spirit of Prophecy, vol. 4, p. 357.4. I João 5:11 e 12.

!

Pág. 226 – 2º p.

“… o debate sobre a trindade intensificou-se nas primeiras décadas do século XX”. Sobre o que aconteceria na IASD após a morte dela, E. G. W. escreveu: “A causa de Cristo será traída. Aqueles que têm tido a luz da verdade e têm desfrutado suas bênçãos, mas se desviaram dela, lutarão contra o Espírito de Deus. Inspirados por um espírito que procede de baixo, eles porão abaixo aquilo que haviam edificado, e mostraram a todas as almas razoáveis e tementes a Deus que não são dignos de confiança. “Eu digo a vocês, que quando eu for ao descanso, grandes mudanças ocorrerão. Eu não sei quando serei levada, e eu desejo advertir a todos contra os enganos do diabo. Eu desejo que as pessoas saibam que eu as adverti claramente antes da minha morte”. Manuscrito 1, 24 de Fevereiro de 1915. Rom. 8:38 e 39.

!

Pág. 227 – 1º p.

A primeira vez que aparece a palavra trindade no Year Book foi em 1931. E aparece assim: “... Divindade ou Trindade...” Você já sabe que isso aconteceu 16 anos após a morte de E. G. W. Sobre o fato de alguns pastores dizerem que o E. S. é uma pessoa, veja o que o filho dela escreveu sobre isso: “As declarações e os argumentos de alguns dos nossos ministros em seu esforço para provar que o Espírito Santo era um indivíduo como é Deus, o Pai e Cristo, o eterno Filho, têm me deixado perplexo e algumas vezes eles me tem entristecido" – Willie (Guilherme) White, Carta ao Pastor H. W. Carr, 30 de Abril de 1935. I Cor. 3:23 e 23.

!

Pág. 227 – último p.

Leia novamente o que o maior responsável pela introdução da doutrina da trindade na IASD, o Pr. Le Roy E. Froom, confessou: “Aqui posso fazer uma confissão pessoal e franca... fora uns vestígios inestimáveis no Espírito de Profecia, eu não encontrei praticamente nada desse fantástico ramo de estudo da Bíblia. Não existiam prévias pegadas em nossos livros e literatura. Eu fui obrigado a pesquisar em livros fora da nossa fé... alguns desses homens tinham pontos de vista mais profundos das coisas espirituais de Deus, que muitos dos nossos próprios homens tinham então sobre o Espírito Santo e a vida triunfante” (Movement of Destinity - pág. 322). “Permita-me declarar que meu livro "A vinda do Consolador" foi o resultado de uma série de estudos que eu dei em 1927 e 1928 nos institutos ministeriais através da América do Norte. Você não imagina como eu fui atacado por alguns mais antigos, porque eu insisti na personalidade do Espírito Santo como uma terceira pessoa da divindade. Alguns homens negaram isto, continuam negando, mas o livro foi gradualmente sendo aceito como padrão” (Carta de Le Roy E. Froom – 27 de outubro de 1960). João 16:32.

!

Pág. 228 – 14ª e 15ª linhas

Teologia adventista, não, católica por que os pais da doutrina católica são os padres católicos. Que pena!!! Fil. 3:13 e 14.

68ª

Pág. 228

“Pelo que também Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para glória de Deus Pai”. Fil. 2:9 a 11.

!

Pág. 229 – último p.

Em relação à apostasia que seria introduzida na igreja, veja o que Deus revelou a E. G. W. : “Aqueles que procuram remover os velhos marcos, não estão retendo firmemente; eles não estão se lembrando de como receberam e ouviram. Os que tentam introduzir teorias que removeriam os pilares de nossa fé quanto ao santuário ou quanto à personalidade de Deus ou de Cristo, estão agindo como cegos. Estão procurando introduzir incertezas e deixar o povo de Deus à mercê das ondas, sem uma âncora”. (Manuscript Releases 760, Pág. 9 e 10). João 6:57.

69ª

Pág. 230

A doutrina da trindade já existia há mais de 1500 anos quando Deus começou a levantar a IASD, a partir de 1844. “Ninguém jamais viu a Deus. O Deus unigênito que está no seio do Pai, é quem o revelou”. João 1:18. João 5:26.

70ª

Pág. 230 – Nota de rodapé.

“... a 3ª declaração (1931) autorizada por uma comissão foi a primeira a ganhar status de oficial”. Que absurdo! Na segunda, 1521 representantes da igreja concordaram com ela (Declaração de Crenças da IASD – Battle Creek, 1894). Na 3ª, apenas quatro pessoas decidiram o que iria constar na Declaração de Crenças. Veja no site www.arquivoxiasd.com.br todos os documentos que contam detalhadamente a história dessa triste mudança. João 10:38.

!

Pág. 235 – 1º p.

E. G. W. nunca corrigiu o seu esposo por ele escrever e ser contra a trindade. I Cor. 10:1 a 5.

71ª

Pág. 235 – 2º p.

A pomba é um simbolismo do próprio Cristo, conforme o livro o Desejado de todas as Nações, pág. 112. Heb. 10:29.

!

Pág. 237 – 2ª e 3ª linhas

O versículo completo é: “Respondeu-lhe o anjo: Descerá sobre ti o Espírito Santo, e o poder do Altíssimo te envolverá com a sua sombra; por isso, também o ente santo que há de nascer será chamado Filho de Deus”. Lucas 1:35. Ou seja, os autores omitiram a primeira parte do versículo impedindo assim que o leitor veja que nesse verso Lucas chama, mais uma vez, o Espírito Santo de poder de Deus. E se o E. S. fosse uma 3ª “pessoa”, Maria não poderia recebê-lo porque Deus não toma posse das pessoas (possui) como Satanás faz.

72ª

Pág. 238 – 1888

Lembre-se que E. G. W. deixou de ser trinitariana, desde que Deus chamou-a para o ministério profético, porque ela veio da Igreja Metodista que crê na trindade. “O Rei do Universo convocou os exércitos celestiais perante Ele, para, em sua presença, apresentar a verdadeira posição de Seu Filho, e mostrar a relação que Este mantinha para com todos os seres criados... Perante os habitantes do Céu, reunidos, o Rei declarou que ninguém, a não ser Cristo, o Unigênito de Deus, poderia penetrar inteiramente em Seus propósitos, e a Ele foi confiado executar os poderosos conselhos de Sua vontade”. Patriarcas e Profetas, pág. 36.

73ª

Pág. 239 – linhas 1 a 10

Os judeus crêem em Deus e aguardam o Messias: 2 seres! I Cor. 10:1 a 5.

!

Pág. 240 – Linhas 1 a 7

Se quando metodista ela cria em trindade, o lógico seria que ela corrigisse o seu esposo por ser antitrinitariano e escrever contra essa heresia. Mas ela nunca fez isso. Isaías 53:10 e 12.

74ª

Pág. 240 – 1º p.

Na revelação dada por Deus a um profeta não há esclarecimento gradual ou crescente compreensão. Leia Isaías 58:1, por exemplo. Veja também: O grande Criador reuniu os seres celestiais para poder, na presença de todos os anjos, conferir honra especial a Seu Filho. Este estava sentado no trono com o Pai, com a multidão celestial de santos anjos reunida à volta. Então o Pai fez saber que Ele próprio ordenara que Cristo, Seu Filho, fosse igual a Ele, de modo que, onde o Filho estivesse, estaria a Sua própria presença. A palavra do Filho deveria ser obedecida tão prontamente quanto a do Pai. O filho fora investido de autoridade para comandar o exército celestial. Deveria Ele agir especialmente em união com o Pai no projeto de criação da Terra... Cristo era reconhecido como Soberano do Céu com poder e autoridade iguais aos do próprio Deus.” – The Espirity of Prophecy, vol. 1, págs. 17 e 18”. Faltou alguém? NÃO! João 6:46.

!

Pág. 243 – últ. p.

Poucas semanas mais tarde, Kellog defendeu seu ponto de vista diante de George I. Butler, ex-presidente da Associação Geral e naquele momento presidente da União do Sul. “Tanto quanto eu consiga perceber”, começou Kellog, “a dificuldade toda encontrada em The Living Temple pode ser resumida na seguinte questão: ‘É o Espírito Santo uma pessoa?’ Você diz que não”. (Butler era da velha escola, a qual sustentava que o Espírito Santo era um aspecto do poder de Deus, mas não uma pessoa.)” Ou seja, explicitamente o primeiro a defender a personalidade do Espírito Santo dentro da IASD foi o Dr. Kellog. E não é esse o principal aspecto da doutrina da trindade: que o Espírito Santo é uma 3ª “pessoa”?  Também sou da velha escola, da escola dos pioneiros, aquela que Deus levantou e não os homens! E. G. W. também era da velha escola. João 8:18.

75ª

Pág. 247 – 2º p.

João 17:20 a 23. Veja a unicidade entre Deus o Pai, Jesus e nós! E Jesus ao dizer isso não foi injusto com o Espírito Santo deixando-o de fora.

76ª

Pág. 247 – último p.

Essa nota aparece na Review and Herald em 1913 através de F. M. Wilcox. MAS NO YEAR BOOK DE 1914, COM TODAS AS CRENÇAS DOS A. S. D., NEM APARECE A PALAVRA TRINDADE (Por favor, confirme isso nos documentos oficiais da igreja através do site www.arquivoxiasd.com.br - Year Book de 1914). LEMBRE-SE QUE OFICIALMENTE A PALAVRA TRINDADE SÓ COMEÇA A APARECER NO YEAR BOOK DE 1931. E A IASD SÓ ACEITOU PLENAMENTE A PRINCIPAL DOUTRINA CATÓLICA (CATECISMO CATÓLICO, PÁG. 66, VOZES, 1993) EM 1980 (A TRINDADE, PÁG. 10), OU SEJA, 65 ANOS APÓS A MORTE DE E. G. W. Gál. 2:19 e 20.

77ª

Pág. 248 – 1º p.

E. G. W. nunca teve nenhuma visão sobre a trindade. Ela jamais utilizou este termo nas milhares de palavras que escreveu, apesar do fato de ter vindo de uma denominação trinitariana (Igreja Metodista). Ela também jamais corrigiu, contestou ou desaprovou os escritos antitrinitarianos do marido dela ou dos vários pioneiros. A trindade não era uma crença fundamental dos A. S. D. porque entre outras coisas, em 1914 todas as crenças foram publicadas oficialmente no Year Book e não há sequer citação da palavra trindade e nem muito menos da personalidade do E. S. Apoc. 5:6 a 10.

78ª

Pág. 258 toda

Releia, novamente, por favor: “Impedido pela humanidade, Cristo não poderia estar em todos os lugares pessoalmente, então foi para a vantagem deles (os discípulos) que Ele deveria deixá-los ir para o Pai, e enviar o Espírito Santo para ser o Seu sucessor na terra. O Espírito Santo é Ele mesmo despido da personalidade da humanidade e independente dela. Ele Se representaria como estando presente em todos os lugares pelo Seu Espírito, como o Onipresente...” Manuscripts Releases Vol. 14, pág. 7. Esta citação original de E. G. W. que está em Manuscripts Releases Vol. 14, pág. 7, aparece adulterada no livro O Desejado de Todas as Nações, pág. 669 (livro em inglês). A citação no livro em português também está adulterada. Releia também, o que o filho de E. G. W. escreveu sobre a tentativa de pastores fazerem do E. S. uma 3ª “pessoa”: “As declarações e os argumentos de alguns dos nossos ministros em seu esforço para provar que o Espírito Santo era um indivíduo como é Deus, o Pai e Cristo, o eterno Filho, têm me deixado perplexo e algumas vezes eles me tem entristecido" – Willie (Guilherme) White, Carta ao Pastor H. W. Carr, 30 de Abril de 1935. Gálatas 2:19 e 20.

79ª

Pág. 273 – 3º p.

Vamos deixar que a Bíblia fale: João 1:1 a 3: “No princípio era o verbo e o verbo estava com Deus e o verbo era Deus...”; “Ninguém jamais viu a Deus; o Deus unigênito que está no seio do Pai, é quem o revelou. João 1:18; “E clamavam em grande voz, dizendo: Ao nosso Deus que se assenta no trono, e ao Cordeiro, pertence a salvação”. Apoc. 7:10. E se você ainda tem dúvida, leia o que Jesus disse: “e agora, glorifica-me, ó Pai, contigo mesmo, com a glória que eu tive junto de ti, antes que houvesse mundo”. João 17:5. E Jesus não Se esqueceu de ninguém quando disse isso.

80ª

Pág. 274 – 1º p.

1º) O Espírito Santo veio como uma pomba e Deus não é ave e nem animal (Rom. 1:23). Lembre-se que E. G. W. no livro O Desejado de Todas as Nações, pág. 152 escreve que a pomba é um simbolismo do próprio Cristo. 2º) Sete tochas de fogo (Apoc. 4:5). 3º) Sete olhos do Cordeiro (Apoc. 5:6).

81ª

Pág. 276 – 1º e 2º p.

1º) “Não terás outros deuses diante de Mim”. Êxodo 20:3. 2º) “ ... primícias para Deus e para o Cordeiro”. Apoc. 14:4.  3º) “ ... serão sacerdotes de Deus e de Cristo...”  Apoc. 20:6 .

82ª

Pág. 277- 4º p.

“Nisto se manifestou o amor de Deus em nós: em haver Deus enviado o seu Filho unigênito ao mundo, para vivermos por meio dele. Nisto consiste o amor: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou e enviou o seu filho como propiciação pelos nossos pecados”. I João 4:9 e 10

83ª

Pág. 278 – 1º p.

Gên. 1:2 e 3, 3:8; Rom. 15:5 a 7.

84ª

Pág. 280 – 2º p.

João 1:18, 14:9; I Tim. 6:14 a 16.

!

Pág. 281 – 2º p.

Que ousadia: comparar E. G. W. com um bispo católico!

85ª

Pág. 282 – 2º p.

Deus é o culpado pelo pecado! Que absurdo! Gên. 1:27; Ezeq. 28:15; João 8:44.

!

Pág. 286 – penúltimo p.

Mais uma vez os autores tentam aproximar E. G. W. dos bispos católicos. No entanto, a citação dela que eles reproduzem fala apenas de Deus e de Jesus (último p. da pág. 286). I Cor. 6:14; Apoc. 3:12.

86ª

Pág. 288

Há várias razões bíblicas como provas que o Espírito Santo não é uma 3ª “pessoa”. E não há 3ª “pessoa” da trindade no LIVRO DO APOCALIPSE! Apocalipse todo.

87ª

Pág. 289

João 1:18 e Mat. 11:27. Só Jesus conhece o Pai e só o Pai O conhece. Lembre-se: “Eu e o Pai somos um”. João 10:30 e 17:5.

88ª

Pág. 290 – 1

Jesus então não conseguiu demonstrar isso? João 10:28 e 29.

89ª

Pág. 290 – 2

O verso 17 diz: “Ora, se somos filhos, somos também herdeiros, herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo; se com ele sofremos, também com ele seremos glorificados”. Rom. 8:17.

90ª

Pág. 290 – 3

No relato de Gênesis dois seres são citados: Deus e Jesus. Em João 1:1 a 3 dois seres são citados: Deus e Jesus. Em Hebreus 1:2 dois seres são citados: Deus e Jesus. Em Apocalipse 14:7 dois seres são citados: Deus e Jesus. Conforme você viu anteriormente, a Bíblia chama Jesus de Espírito em vários lugares. Citarei novamente, apenas o livro do Apocalipse: 2:26 a 29, 3:5 e 6 +.

91ª

Pág. 290 – 3

“Eu sou a videira verdadeira e meu Pai é o agricultor”. João 15:1. Apoc. 11:15.

92ª

Pág. 290 – 3

“E entoavam o cântico de Moisés, servo de Deus, e o cântico do Cordeiro...” Apoc. 15:3.

93ª

Pág. 290 – 4

LUCAS 22:43 [ENTÃO LHE APARECEU UM ANJO DO CÉU QUE O CONFORTAVA. E, ESTANDO EM AGONIA, ORAVA MAIS INTENSAMENTE. E ACONTECEU QUE O SEU SUOR SE TORNOU COMO GOTAS DE SANGUE”. Sobre isso E. G. W. escreveu: “Ao sentir Cristo interrompida Sua unidade com o Pai, temia que, em Sua natureza humana, não fosse capaz de resistir ao vindouro conflito com os poderes das trevas. ... Com os resultados do conflito perante Si, a alma de Cristo Se encheu de terror pela separação de Deus.” - O Desejado de Todas as Nações, págs. 685-687.

94ª

Pág. 290 – 5

João 17:21 a 26.

95ª

Pág. 291 – 6

I. Tim. 2:5. Veja também a pág. 286 nº 5 do livro A Trindade que diz que Jesus também é nosso mediador. Mas agora, na pág. 291 – 6 os autores dizem que quem intercede é o E. S. Lembre-se que a Bíblia diz que só há um mediador.

96ª

Pág. 291 – 7

Mat. 28:20. I Cor. 15:20 a 28.

97ª

Pág. 292 – último p.

A salvação pertence a Deus e ao Cordeiro: Apoc. 7:10. João 15:9 e 10.

?

Pág. 293 – 1º p.

O que eles quiseram dizer com diversos elementos do Universo? Isso é um pensamento kardecista ou indiano?

?

Pág. 293 – 2º p.

Isso é uma dúvida do que Deus é capaz de fazer?

!

Pág. 293 – último p.

Cristandade, leia-se: tradição! Atos 5:29.

98ª

Pág. 298 – 4º p.

Quem sofreu física e mortalmente foi Jesus. Isaías 53.

!

Pág. 299 – 2º e último p.

Morrer mil mortes” é um pensamento kardecista. Heb. 9:27

99ª

Pág. 303 – 2º p.

“O cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo”. Apocalipse 13:8.

100ª

Pág. 305 – 2º p.

Governo da Santa Trindade”. Onde está o governo da santa trindade no novo céu, na nova Terra e na Nova Jerusalém? Apocalipse 20 a 22.

101ª

Pág. 307 – 2º p. e 3º p.

“Àquele que está sentado no trono e ao Cordeiro, seja o louvor, e a honra, e a glória, e o domínio pelos séculos dos séculos”. Apocalipse 5:13.

102ª

Pág. 312 – 1º p.

Cristo é Rei dos Reis e Senhor dos Senhores. Mas sempre será Filho! A Bíblia diz que “Deus exaltou Jesus sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome...” Fil. 2:9. Deus, segundo a Bíblia, é o Deus de Jesus. Mas em nenhum lugar da Palavra de Deus você encontrará uma citação que afirme que Jesus é o Deus de Deus Pai. Heb. 1:9 e Apoc. 3:12. Sobre isso, leia o que E. G. W. escreveu: O grande Criador reuniu os seres celestiais para poder, na presença de todos os anjos, conferir honra especial a Seu Filho. Este estava sentado no trono com o Pai, com a multidão celestial de santos anjos reunida à volta. Então o Pai fez saber que Ele próprio ordenara que Cristo, Seu Filho, fosse igual a Ele, de modo que, onde o Filho estivesse, estaria a Sua própria presença. A palavra do Filho deveria ser obedecida tão prontamente quanto a do Pai. O filho fora investido de autoridade para comandar o exército celestial. Deveria Ele agir especialmente em união com o Pai no projeto de criação da Terra. ... Cristo era reconhecido como Soberano do Céu com poder e autoridade iguais aos do próprio Deus.” – The Espirity of Prophecy, vol. 1, págs. 17 e 18”.

103ª

Pág. 313 – linhas 1 a 9

“E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste”. João 17:3.

104ª

Pág. 313 – 2º p.

“Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, ali estou no meio deles”. Mat. 18:20. João 14:1 a 3.

105ª

Pág. 313 – 3º p.

Se trindade fosse doutrina bíblica Deus não teria deixado que a Igreja dEle passasse 136 anos (1844 a 1980) na verdade incompleta ou no erro. Fil. 2:5 a 10. Leia o que E. G. W. escreveu sobre o que a igreja deveria fazer quando surgissem dúvidas: Quando o homem vier mover um alfinete do nosso fundamento o qual Deus estabeleceu pelo seu Santo Espírito, deixe os homens de idade que foram os pioneiros no nosso trabalho falar abertamente, e os que estiverem mortos falem também, reimprimindo os seus artigos das nossas revistas. Juntemos os raios da divina luz que Deus tem dado, e como Ele guiou seu povo, passo a passo no caminho da verdade. Esta verdade permanecerá pelo teste do tempo e da experiência”. - 24 de Maio de 1905 - Manuscript Release Vol. 1 pág. 55.

!

Pág. 314 – 2º p.

É exatamente isso que diz o Catecismo Católico na pág. 66 (Vozes, 1993).

 

Conclusão

 

Depois de tantas “não verdades”, é provável que algumas deixaram de ser identificadas. Busquei mapear todas que vi, mas acredito que algumas ficaram para trás. Não sei quais, mas talvez alguém se sentirá tocado pelo Espírito de Deus para complementar ou até mesmo fazer melhor. Apesar disso, dediquei-me a realizar o trabalho com o máximo de empenho que poderia.

            O que me moveu a fazer essa análise foi a ordem dada por Deus em Isaías 58:1. E apesar de me sentir indignado muitas vezes ao ler o livro, não foi meu objetivo atacar a IASD. Amo-a, cresci nela, e assim como não devemos “passar a mão na cabeça” das pessoas que amamos quando elas erram, porque isso não seria amor e nem prova de amor, assim também precisamos pregar aquilo que está na Bíblia e mostrar o que está em desacordo com as Sagradas Escrituras (mas não devemos abandonar as pessoas quando elas erram).

            Talvez você esteja se perguntando, como eu, qual será o resultado de tudo isso. Enquanto você não lê o que Deus revelou a E. G. W. e que responde em parte a essa pergunta, tenho três notícias muito tristes a comunicar (caso você não saiba):

1.       O livro batista Confessions of a Nomad (Confissões de um Nômade), que exalta o dia de domingo, foi reimpresso pelo Departamento Ministerial da Associação Geral em 1998 (Leia detalhadamente em www.tempodofim.tripod.com). Lembre-se que o Ministerial é o pastor dos pastores. Isto é, o departamento responsável por cuidar dos pastores adventistas no mundo inteiro reimprime um livro batista que enaltece a marca da besta. Fiquei chocado ao ler isto. E o que você lerá em seguida, é o cumprimento do que Deus mostrou a E. G. W.: “O termo Babilônia, derivado de Babel, e significando confusão, é aplicado na Escritura às várias for­mas de religião falsa ou apóstata. Mas a mensagem anunciando a queda de Babilônia deve aplicar-se a algum corpo religioso que outrora foi puro, e se tornou corrupto. Não pode ser a igreja romana a que aqui se refere; pois essa igreja tem estado numa condição caída por muitos séculos”. Espírito de Profecia, vol. 4, p. 232.8 (O Grande Conflito original de 1884).

2.      Recentemente foi feita uma parceria entre a Universidade Adventista Del Plata e uma Universidade Católica Argentina, com vigência de 5 anos (mais informações em www.adventistas.com). Parceria, convênio, comunhão, ligação, troca e reciprocidade com a besta que emerge do mar (Apocalipse 13), e com a grande meretriz do Apocalipse (Apocalipse 17). Isto está certo, irmão?

3.      No período de 14 a 23 de fevereiro de 2006 foi realizado em Porto Alegre – RS – Brasil, o 9º Encontro do Concílio Mundial de Igrejas. Bem, você já deve ter ouvido que uma das propostas desse Concílio é a união das igrejas. E aí? Você acha que a IASD esteve oficialmente presente ou não? Acha que não? Pois é, infelizmente esteve sim. A Conferência Geral mandou um pastor. Veio um dos Vice-Presidentes para representar oficialmente a Igreja Adventista do Sétimo Dia. E se isso fosse pouco, a Revista Adventista americana destinou nove páginas da sua edição de fevereiro para notificar, mostrar e divulgar a presença adventista nesse encontro. Que coisa heim? Passamos a vida toda pregando também que acontecerá a união das igrejas e que seremos perseguidos quando vier a imposição da marca da besta – a obrigatoriedade da observância do dia de domingo, e agora a Igreja manda um Vice-Presidente Mundial para representá-la num encontro organizado pelas filhas de Babilônia e pelo protestantismo apostatado. É lamentável! Leia mais em www.tempodofim.tripod.com

Agora sim, acho que fica mais fácil entendermos como será possível acontecer o que Deus revelou à irmã White: “Homens em posições de responsabilidade não só desatenderão e desprezarão o sábado eles mesmos, mas da tribuna sagrada instarão com o povo para que guardem o primeiro dia da semana, alegando a tradição e o costume em favor dessa instituição de feitura humana”. Serviço Cristão pág. 155. (A tribuna sagrada é o púlpito sagrado.)

 

É isso que deverá acontecer com pastores da IASD. É isso que deve estar à espera dos membros da IASD.

Desejei que você entendesse que estamos falando e mostrando algo que não é nenhuma novidade e nem alguma coisa diferente daquilo que Deus revelou aos nossos pioneiros, incluindo E. G. White.

 

Que Deus tenha misericórdia de todos nós.

 

Um abraço, do irmão,

 

Marcos Avellar do Nascimento

marcosavellar@ibest.com.br

 

P. S.: Necessito de alguém para traduzir todo esse material para a língua  inglesa com o propósito de enviar para os autores do livro A Trindade. Você pode me ajudar? Grato, Marcos.

 

RETORNAR